Por que a cobra naja é proibida no Brasil?

Nenhum outro animal ganhou tanta notoriedade e foi tão comentado nos últimos dias quanto a cobra naja, que picou um estudante de medicina veterinária em Brasília e que a mantinha de forma ilegal.

Se você ficou por fora dos noticiários, a história é a seguinte: o estudante Pedro Henrique Lehmkuhl, de 22 anos, procurou ajuda médica na última semana logo após ter levado uma picada de uma cobra naja. Pedro chegou a ficar em coma e nos últimos dias seu quadro clínico evoluiu de maneira positiva, graças às dosagens de soros antiofídico que recebeu.

Cobra-naja-Petlove

Porém, ao sair do hospital nos próximos dias, o jovem não verá todos os seus problemas com o assunto serem resolvidos, já que ele terá que explicar à polícia e ao Ibama por que mantinha a posse de uma cobra que é proibida no Brasil. E você, conhece o motivo dessa proibição?

Bom, pra começar, é bom explicar que a serpente é proveniente da Índia e da África e a espécie que ficou famosa aqui, a kaouthia, vive apenas no Sul da Ásia. Vale ressaltar que a cobra naja figura entre os 10 animais mais venenosos do mundo, e só esse fato já ajuda a explicar os motivos pelos quais ela sofre restrição em muitos países, incluindo o nosso. 

No caso das serpentes peçonhentas, antes de permitir a presença delas em nosso meio ambiente, é preciso pensar na produção do soro antiofídico, para os casos de picadas em humanos. Além disso, a chegada de um predador pode trazer desequilíbrio ao ecossistema em que ele viverá, colocando em risco a existência de certas espécies nativas, até ao desenvolvimento de doenças que até então não existiam no local.

Pedro sentiu na pele os perigos que uma única picada da serpente pode oferecer. O veneno da naja gera uma intoxicação rápida e grave no corpo, levando a pessoa a ter dificuldade em caminhar, abrir os olhos, deglutir a saliva e principalmente de respirar. Caso o socorro médico demore, aumenta muito a probabilidade da pessoa sofrer uma parada cardiorrespiratória, já que suas células cardíacas também são lesionadas.

Com a divulgação desse episódio, mais pessoas estão se conscientizando que manter um animal peçonhento de forma ilegal no Brasil é crime e coloca a vida de muitos em risco. O Ibama tem incentivado aqueles que tenham algum animal silvestre ou peçonhento em casa a entrarem em contato com as autoridades para a entrega dos animais. A contrapartida será não sofrer qualquer penalização judicial. 

Curiosidades da cobra naja

Uma das espécies preferidas entre os encantadores de serpentes, vive aproximadamente por 15 anos e pode medir até três metros. As fêmeas podem botar até 30 ovos por ninhada, que permanecerão incubados entre 60 a 80 dias. 

A naja se alimenta basicamente de roedores e, apesar da fama de má, a serpente não ataca os seres humanos, ela apenas se defende quando sente-se ameaçada. Reza a lenda que a rainha egípcia Cleópatra teria se suicidado com o veneno da cobra, que também é uma das preferidas nas produções cinematográficas – Indiana Jones que o diga!.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

2 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.