Qual a Melhor Alimentação para Iguanas?

Os iguanas são répteis que possuem hábitos diurnos e arbóreos na natureza, onde permanecem a maior parte do tempo no topo das árvores que ficam ao longo de rios, lagos, pântanos e mangues. As árvores fornecem bastante sol e sombra para sua termorregulação (répteis têm sangue frio, portanto sua temperatura varia de acordo com o ambiente), assim como servem de poleiro para sua alimentação e para dormirem. É muito raro ver iguanas no solo, apenas quando vão trocar de árvores.

Alguns direitos reservados por Iggy.

“Quando criados em cativeiro como pets, os iguanas necessitam de uma dieta baseada em uma variedade de vegetais verdes folhosos picados.”

Quando criados em cativeiro como pets, os iguanas necessitam de uma dieta baseada em uma variedade de vegetais verdes folhosos picados. Alguns cuidados devem ser tomados nesse sentido, como evitar oferecer espinafre e repolho aos animais por conterem oxalato. No caso das frutas, elas podem ser dadas, mas jamais devem se tornar a base da alimentação.

Existem alguns alimentos industriais para iguanas e para escolher o ideal, deve-se de preferência optar pelos à base de alfafa ao invés dos produzidos com milho ou trigo. No geral, esses produtos devem substituir apenas 25% da dieta diária do animal e o restante precisa vir de folhas naturais e frescas. Em caso de dois ou mais iguanas no mesmo ambiente, é importante que eles tenham espaços separados para comer, pois é necessário que o dono coloque os reservatórios de comida de maneira que um iguana não veja o outro. Coloque também no local alguns galhos e folhas para que ele se esconda quando se sentir acuado por qualquer razão instintiva.

Dentre as folhas verdes necessárias, algumas são importantes pela riqueza em cálcio (folhas de nabo, mostarda, repolho, folhas e flores de dente de leão, trevo, escarola, cenoura, salsa, flores e folhas de nastúrcio, flores e folhas de hibisco entre outros), que devem compor 40% a 45% da dieta total fornecida.

As alfaces iceberg, Boston (manteiga) e vermelha têm pouco valor nutricional em comparação às folhagens mais escuras, mas podem ser administradas em pouca quantidade. Os outros 30% a 35% da dieta devem ser variados semanalmente entre feijões verdes crus, ervilha-torta, abóbora, batata-doce, quiabo, pimentão, cogumelo e inhame. Outros tipos de alimento, como pepino, tomate, cebola, azeitona, abobrinha e rabanete devem ser dados em pouca quantidade, pois têm baixo valor nutricional no organismo dos iguanas.

A melhor alternativa dentre todas é a alfafa, que pode ser fornecida como folhas e caules maduros em pequenos fardos ou pellets umedecidos com água, pois é uma excelente fonte de fibra e de proteína. Já em relação as frutas, podem ser oferecidos figo, mamão, melão, maçã,  ameixa, morango, banana com casca, uva e kiwi.

Para evitar qualquer tipo de deficiência mineral e vitamínica, uma opção são os suplementos especiais para iguanas, pois são bastante frequentes na espécie quando criadas em cativeiro. Os animaizinhos podem adoecer se forem administradas vitaminas e minerais em excesso, portanto o produto exige moderação.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

36 Comentários

Deixe um comentário