Por que gatos afofam as coisas?

Afofar. Palavra que significa tornar algo fofo e verbo que a gente acostumou a usar ao ver os gatos “prepararem o terreno” antes de um cochilada ou de se acomodarem para um breve descanso.

As patinhas agindo em perfeita sintonia, aliando velocidade e elegância, são capazes de nos deixar enfeitiçados toda vez que o gato resolve afofar o sofá, a cama, uma poltrona ou até mesmo nosso colo. Mas você já parou para pensar por que os felinos domésticos agem dessa maneira e praticam esse “ritual” com frequência?

Gato-afofar-Petlove

Motivos diversos

Não há apenas um motivo para os gatos agirem dessa maneira que a gente acha graça. Eles são praticantes do “afofamento” por diversas razões, entre elas, para deixar sua marca. Isso mesmo, repare que no momento de afofar, o gato fricciona seus coxins (almofadas das patas) nos objetos e, durante este processo, ele vai liberando glândulas que servem para avisar outros animais que passarem por lá depois que aquele espaço não está totalmente “disponível”.

Além disso, o gato pode afofar por uma lembrança materna, afinal, esse movimento é o mesmo que ele fazia na época da amamentação. Ou seja, o ritual praticado pelo pet traz uma sensação de conforto, segurança e tranquilidade, assim como era na sua época de filhote.

Outra explicação do ponto de vista instintivo é a de que os ancestrais do gato levavam uma vida selvagem e precisavam preparar as suas próprias camas. Para isso, eles reuniam folhas e outros objetos que encontravam por perto e com as patinhas deixavam tudo organizado e seguro para conseguirem descansar numa boa.

O ato de afofar é um momento bom e prazeroso para o gato, por isso é muito comum que a gente presencie os peludinhos ronronando durante o processo. Uma oportunidade e tanto para você se aproximar e fazer um carinho nele, assim o seu filho de quatro patas terá certeza absoluta de que está no melhor lugar do mundo 😻.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.