Por que os gatos ronronam?

O ronronar dos gatos certamente é um barulhinho que traz calma e tranquilidade. Mas você sabe por que os gatos ronronam? 

A maioria dos felinos – inclusive os selvagens, como leões, chitas, panteras, tigres e leopardos – também ronronam. Esse comportamento traz uma sensação de bem-estar aos gatos, porém nem sempre o ronronar significa felicidade. 

Mas por que os gatos ronronam?

Normalmente, o “barulho de motorzinho” como é conhecido popularmente está relacionado a momentos de prazer ou situações que os deixam confortáveis. Quando o gatinho repousa em seu colo e começa a ronronar, ele está demonstrando o quão feliz está e o quanto gosta de você. O simples fato de ronronar faz com que o gato libere endorfina, o hormônio do bem-estar. Esse comportamento também é benéfico a nós, nos trazendo tranquilidade e calma. Alguns estudos comprovam que o ronronar felino diminui a pressão arterial, reduzindo o risco de ataques cardíacos. 

 Em alguns casos, os gatos usam este comportamento para aliviar desconfortos. As fêmeas, por exemplo, quando estão em trabalho de parto ronronam para aliviar as dores. Quando os filhotes nascem, esse é o principal meio de comunicação entre mãe e filhote. A vibração que o ronronar faz é a forma da mãe tranquilizá-los. Este comportamento é  identificado instantaneamente pelos filhotes, que futuramente irão repeti-lo.

Porém, nem sempre o ronron dos gatinhos significa felicidade. Os gatos, normalmente, camuflam dores e doenças pois não gostam de se mostrar vulneráveis. Isto está relacionado com a vida selvagem, onde os mais vulneráveis não vivem por muito tempo. 

Por isso, se notar um comportamento fora do normal e um ronronar aparentemente sem motivos, vale levá-lo a um médico veterinário.

 

Sobre o autor

Gabriela Azevedo

Gabriela Azevedo

Formada em design gráfico e cursando medicina veterinária, profissão que herdei paixão graças ao meu pai. Catlover e apaixonada pelos meus 6 gatinhos (Tchantcham, Drake, Josh, Marie, Maysa e Cara Preta -in memoriam- ♥) e pelos pets agregados que fazem parte da minha vida (todos os que encontro. bem doida dos bichos!).

2 Comentários

  • Passei a não ser muito fã de gatos depois que um me mordeu quando eu era criança, mas depois de ter trazido um novinho da rua quase morto e molhado da chuva ele me conquistou, depois de alguns meses ele passou a se comportar como cachorro, fazia as mesmas brincadeiras que os cachorros fazem para poder brincar comigo, sinto falto dele, não morreu só não ando mais onde ele está, soube que ficou doente por um tempo acho que sentindo falta das brincadeiras. Está com um mês que uma gata invadiu minha casa e está aqui comigo ronronando nos meus pés, já me conquistou.

    • Sinto muito pelo seu gatinho.
      Mas fico feliz que você tenha perdido o medo dos gatinhos. Gatos são seres incríveis e nós, seres humanos, temos muito o que aprender com eles.

      Um abraço!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.