Prebióticos e Probióticos na Alimentação Animal

Probiotics é o termo usado para denominar os microrganismos vivos, geralmente encontrados no intestino, que têm efeitos benéficos sobre a saúde do hospedeiro.

O sistema digestivo é de extrema importância para manter a saúde e a boa nutrição, pois é nele que o alimento é digerido e os nutrientes são absorvidos. Para que ele esteja em pleno funcionamento, é necessário que a flora intestinal esteja equilibrada, que a mucosa esteja íntegra e as microvilosidades perfeitas. O avanço dos estudos sobre digestão e nutrição animal permitem que, a cada dia, novos produtos sejam formulados, visando sempre atender e auxiliar o trânsito grastrointestinal, para proporcionar o que há de mais adequado à fisiologia do pet. Assim, dentre essas pesquisas, surgiram os prebióticos e probióticos.

Os probióticos são suplementos alimentares constituídos por microorganismos vivos, que tem a função de reforçar as defesas imunológicas naturais, otimizando o aproveitamento dos alimentos ingeridos e assim reduzindo os problemas digestivos.  Sua utilização ocorre paralelamente ou após a utilização de medicamentos.

O termo probiótico significa “para a vida” e designa microrganismos vivos, que ao serem ingeridos, são capazes de promover o equilíbrio da flora intestinal, exercendo efeitos benéficos sobre a saúde além dos relacionados aos efeitos nutritivos em geral. Os microorganismos pertencem ao grupo das bactérias ácido lácticas, assim denominadas por fermentarem açúcares produzindo ácido láctico, e incluem fundamentalmente os lactobacilos e bifidobactérias. Os probióticos nutrem as bactérias benéficas e combatem a proliferação das patogênicas, bem como fortalecem o sistema imunológico, através de uma maior produção de células protetoras.

Os prebióticos são ingredientes ou grupo de ingredientes alimentares que não são digeridos pelas enzimas digestivas normais, presentes na parte superior do trato intestinal, mas que atuam estimulando o crescimento e a atividade de bactérias benéficas no intestino, como os Lactobacillus e o Bifidobacterium, que beneficiam o hospedeiro, reduzindo o pH através do aumento da quantidade de ácidos orgânicos. Duas são as cepas de probióticos aprovadas na Europa como aditivos aos alimentos para cães e gatos: Lactobacillus acidophilus e Enterococcus faecium.

Quando necessário, alguns veterinários orientam os donos a suprirem a necessidade desses elementos com Lactobacilos encontrados em produtos desenvolvidos para humanos, entretanto há no mercado diversos produtos que fornecem elementos prebióticos e probióticos aos pets, como o Organnact Pet Probiótico, as rações da linha “Equilíbrio” da Total Alimentos, o suplemento Probiótico para Cães e Gatos  e os produtos Organew da Vetnil, que foram desenvolvidos especificamente para os pets e oferecem mais saúde e qualidade de vida aos animais de estimação.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário