Ração para cachorros e gatos

Até eu ter pets eu não tinha ideia de que existiam tantas opções de rações… Como toda mãe, eu queria dar a melhor para meus filhotes ficarem saudáveis e felizes, mas não tinha muita noção de como escolher…

Depois de ler bastante (e agora trabalhando na Pet Love também tenho bastante contato com os fornecedores de ração!) aprendi algumas coisas e vou compartilhar com vocês.

Para começar, queria mostrar um infográfico SUPER ÚTIL que simplifica e ilustra a coisa toda e abaixo eu dou mais detalhes da diferença entre ração standard, premium e super premium, além de outras divisões.

 

infografico-rações

De maneira simplificada, as rações são divididas em 3 tipos principais com base em sua qualidade nutricional:

 

Rações Standard

As rações standard suprem as necessidades básicas dos cães e gatos e são as mais econômicas. No Brasil, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, fixa as características mínimas de qualidade, então mesmo as mais baratas já são um alimento completo. Apesar de serem mais adequadas do que restos de comida, a proteína que elas fornecem vem de matéria prima de qualidade inferior, o que dificulta sua absorção. Tem gente que compra ração olhando a quantidade de proteínas, mas não adianta ter muita se o pet não vai digeri-las direito!

 

Rações Premium

As rações premium são feitas com ingredientes melhores e seus nutrientes são absorvidos com mais facilidade. São produtos de maior qualidade, portanto, são mais caras que as standard. Nelas, a fonte principal de proteína é carne, que, além de ser rica nesse nutriente, também é mais fácil de ser digerida pelo seu cãozinho ou gatinho. Normalmente possuem alguns suplementos na fórmula, como os ácidos graxos ômega 3 e 6, que deixam a pelagem mais bonita, por exemplo.

 

Rações Super Premium

Por fim, as rações super premium são as de maior qualidade e complexidade, sendo as mais recomendadas pelos veterinários. Seus ingredientes são melhores e oferecem outros nutrientes importantes, sendo mais saborosas e fáceis de digerir (ou seja, seu pet gosta e ainda absorve melhor). Se você comparar a lista de ingredientes de uma standard e uma super premium, vai ver que a segunda é bem mais específica quanto à origem da proteína e que ela oferece compostos extras. Além disso, as marcas de rações Super Premium (e algumas Premium também) possuem linhas mais segmentadas.

 

Na hora de escolher entre uma ração standard, premium e super premium, tome cuidado com o fator preço, pois ele engana. Rações mais baratas tem menor digestibilidade, exigindo porções maiores. Com rações melhores você paga um pouco a mais mas seu pet come menos e ainda fica melhor nutrido.

 

Mas os tipos de ração não param por ai não! Lembra que eu falei de “outras divisões”? Então, fabricantes que investem em pesquisa desenvolvem constantemente produtos mais específicos para cada pet, considerando características típicas de cada fase da vida, porte, idade, raça, condição de saúde e nível de atividade… E no caso dos gatos, ainda existem opções para os animais castrados e de acordo com o comprimento da pelagem.

 

Rações para filhotes, adultos e idosos

filhote comendo ração

É importante escolher uma ração adequada para a fase da vida do seu cachorro ou gato.

Se o seu pet é filhote, ele precisa receber níveis maiores de proteínas, vitaminas e cálcio para se desenvolver bem e crescer saudável.

É importante lembrar que se você der uma boa ração para filhotes, não é recomendado fornecer suplementos alimentares, porque a ração é ajustada de forma precisa e o excesso de alguns nutrientes é realmente prejudicial!

Quando o seu pet atingir a fase adulta (a partir de 1 ano), as necessidades vão mudar, então você deve dar ração para cães ou gatos adultos. Ele passará a comer menos, mas fique atento à quantidade e porções recomendadas no pacote da ração para seu pet não se tornar obeso ou desnutrido.

Ao se tornar idoso, os pets ficam com o organismo debilitado, se tornando menos resistentes a infecções e doenças e perdendo o apetite. Para o seu focinho amigo ficar saudável durante a aposentadoria e receber os nutrientes certos, procure por rações específicas para idosos.

 

Rações para pets com problemas de saúde

Apesar de o nome sugerir o contrário, as chamadas rações medicamentosasnão tem medicamentos em sua fórmula. Por outro lado, elas atuam como um coadjuvante importante no acompanhamento de pets com problemas de saúde e devem ser recomendadas pelo veterinário. Elas tem seus nutrientes regulados para ajudar o pet a conviver melhor com sua condição. Existem opções para pacientes cardíacos, hepáticos, renais, obesos etc. Converse com o vet!

 

Rações para porte e raça específicos 

Outra coisa muito interessante é que as rações para porte e raças são diferentes de verdade. Por exemplo, cães grandes e gigantes tem maior chance de ter uma torção gástrica (o estômago enrola-se sobre si e pode ser fatal!) então as rações para eles tem grãos (também chamados de croquetes) maiores e que diminuem a velocidade da ingestão. Já cães pequenos tem maior tendência a tártaro e os croquetes para eles causam mais fricção, promovendo limpeza mecânica e evitando o depósito de cálcio da saliva nos dentes, por possuírem também tripolifosfato, um composto que rouba o cálcio da saliva.

As rações por raça levam porte e outras coisas em consideração – pelagem, formato do focinho, tendência a doenças… etc. Ah, e também existem rações para pets que vivem dentro de casa. Nesse caso encontramos ingredientes especiais que ajudam a diminuir a descamação da pele, a queda dos pelos e contém extrato de Yucca, que ajuda a reduzir o odor e volume das fezes.

É importante levar em conta que o desenvolvimento de rações é acompanhado por um médico veterinário, sendo assim, a alimentação do seu animal de estimação terá todos os nutrientes essenciais. Preparar comida em casa é possível sim, mas dá trabalho e é difícil chegar no nível certo de cada nutriente. Ao optar pela ração industrializada, fique atento aos ingredientes e à presença de corantes artificiais e conservantes. Sempre bom evitar (e o mesmo vale para a sua comida, humano!)

 

Comprei uma ração excelente, e agora?

Escolhida a melhor ração, você deve ler com atenção as instruções de uso na embalagem, onde há a quantidade correta e o número de vezes que deve dar a comida ao animal. Não é muito recomendado deixar a ração ao ar livre por muito tempo pois ela pode atrair insetos além de perder o aroma e a crocância. Você gosta de pão murcho e cheio de formiga?! Então… seu pet também não!

Enfim, deu para perceber que oferecer rações de qualidade não é frescura, é garantir que seu animal de estimação receba os melhores nutrientes e possa ter uma vida saudável e plena.

Espero que esse assunto todo de ração esteja mais claro e que você e seu pet encontrem uma comidinha gostosa e saudável para ele!

Seus amigos tem cuidado bem da alimentação do pet deles? Então manda esse artigo para eles!

 

Crédito foto:

http://pixabay.com/en/dog-and-cat-animals-dog-kitten-211503/

Sobre o autor

Gleyce Oliveira

Gerente de marketing da Pet Love durante a semana, voluntária da Catland nas horas vagas e mãe dos felinos ex-de-rua Mia, Mini e Provolone em tempo integral, Gleyce tem um plano secreto de se tornar a "louca dos gatos". E dominar o mundo se der tempo.
Também ama os caninos, representados em sua vida pela Dalila, Lhasa Apso, e Gaia, RotFila, que vivem a vida mansa do interior na casa dos seus pais.

19 Comentários

Deixe um comentário