Tudo o que você precisa saber sobre as cores dos gatos

Pode admitir, quanto mais lê as nossas matérias do Blog Dicas Petlove, mais você se cativa por todos os enigmas do mundo pet. Então lá vai mais uma: você sabia que as cores dos gatos basicamente incluem branco, preto e vermelho, seja de maneira uniforme, combinação, diluição ou mista? Por trás desses pelos macios e sedosos que adoramos acariciar, há um conjunto de elementos genéticos que diz muito sobre eles.

Tudo o que você precisa saber sobre as cores dos gatos

Quais cores os gatos podem ter?

É difícil acreditar que os gatos podem ter apenas três cores, já que é possível encontrar felinos de cores muito diferentes por aí. Mas o padrão da pelagem de cada gato está diretamente relacionado aos genes que carregam

“Genes? Como assim?”

Genes são segmentos encontrados em moléculas de DNA responsáveis pelas características herdadas geneticamente. Assim, cada cromossomo felino carrega vários e vários genes. E como sabemos, os machos possuem os cromossomos XY enquanto as fêmeas XX.

O gene que indica se um felino será preto ou vermelho está no cromossomo X. Então, como os machos são XY, eles só possuem um X, ou seja, só podem ser pretos ou vermelhos, enquanto as fêmeas podem ter uma mistura dessas cores.

Aliás, vale destacar que existe uma mínima chance de um gato macho ter as duas cores, assim como as fêmeas. Isso é chamado de Síndrome Klinefelter, que é quando o pet nasce com genes XXY, mas é extremamente raro. Então isso quer dizer que a premissa de que todos os gatos tricolores são fêmeas não está tão certa assim, dado que existe uma mínima (bem mínima) chance do pet ser macho.

Gatos brancos ou com manchas brancas

“Mas, pera lá, e o branco?” O branco, na verdade, está localizado em um cromossomo separado. E para dificultar ainda mais o nosso entendimento, existem três genes para pelos brancos: um para gatos brancos, um para manchas brancas e outro para o gene do albinismo.

E mais: não importa como é o seu gene X, se o gato possui o gene da cor branca, ele será completamente branco. Além disso, o padrão bicolor e tricolor são criados pelos genes das manchas brancas.

O gene albino, por sua vez, faz com que o pet não possua a enzima chamada tirosinase, substância que produz a melanina. Isso faz com que o gato seja 100% branco ou siamês. Isso mesmo, os gatos siameses são parcialmente albinos! A diferença é que a tirosinase é sensível à temperatura, fazendo com que a cor mais escura apareça nas partes mais frias do corpo (rosto, orelha, pernas, rabo e testículos).

E as outras cores?

Com certeza você já deve ter se deparado com gatos das mais variadas cores, como laranja, tigrado, malhado, cinza entre outros. Isso ocorre devido à intensidade de cada cor, juntamente com os genes de manchas brancas. O preto possui várias tonalidades, como preto puro, chocolate, canela, azul e castanho claro. O vermelho, por sua vez, apenas o vermelho puro e o creme. A combinação dessas cores formam as diferentes colorações felinas.

Um pouco complicado, não é? Mas isso mostra o quão encantador é o universo felino.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É Jornalista, apaixonado por pets e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.