Veterinário em casa: Shih Tzu precisou de atestado para viajar de avião

O nosso time de médicos veterinários está preparado para atender as mais diversas solicitações dos nossos clientes, que às vezes necessitam de um atendimento emergencial aos seus bichinhos, uma ajuda com a higiene ou até mesmo uma consulta para resolver uma questão mais burocrática.

Nesta semana, o Dr. Guilherme Miranda, Coordenador Técnico de Serviços Veterinários da Petlove, foi até a casa da cliente Gabriela Simão para avaliar se estava tudo bem com o seu pet Chico, um Shih Tzu de dois anos de idade, que viajará com a gerente de projeto para o Rio de Janeiro. 

Chico-Petlove

Foto arquivo pessoal: Chico

Caso você tenha dúvidas sobre tudo o que precisa ser feito para viajar de avião tranquilamente com o seu pet, não deixe de ler essa nossa matéria.

A carioca, que mora há quase três anos em São Paulo, irá fazer uma viagem de volta à sua terra natal junto com seu inseparável companheiro canino. E como Gabriela já viajou de avião outras vezes com Chico, sabe muito bem que as companhias aéreas exigem a apresentação de um atestado de saúde do animal.

Então, a gerente de projeto, que já tinha solicitado um atendimento em domicílio em abril, não teve dúvidas em repetir a dose e entrou em contato com a nossa equipe para que o Chico pudesse receber, mais uma vez, toda atenção e cuidado, sem a necessidade de sair de casa.

O Dr. Guilherme explica a obrigatoriedade deste tipo de consulta. “Esse atestado é solicitado nos aeroportos ou pelas companhias de transporte terrestre para saber se o animal está saudável, se não há, por exemplo, a presença de pulgas ou carrapatos e certificar que o bichinho está apto a viajar. Também é verificado se a carteira de vacinação está atualizada, observando principalmente a vacina anti-rábica – obrigatória por Lei -, que protege contra a raiva, uma doença zoonose (pode ser transmitida aos humanos)”, diz o médico. 

Na consulta realizada, o doutor Guilherme fez a avaliação do estado de saúde de Chico, aplicou as vacinas faltantes, certificou-se sobre a ausência de ectoparasitas (ex.: pulgas e carrapatos), endoparasitas e atestou que o peludinho pode encarar a ponte aérea sem grandes preocupações.

Gabriela contou que seu Shih Tzu é um excelente parceiro de viagem e costuma ficar nua boa durante o voo. “O Chico fica bem tranquilo, às vezes fica só um pouco incomodado com o frio”. A carioca também deixa um alerta para quem pretende viajar com o seu pet. “Não dá pra fazer check-in on-line. Tem que chegar no aeroporto com antecedência para fazer o check-in e apresentar o atestado e a carteirinha de vacinação no balcão da companhia aérea”, finaliza.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.