10 fatos que você não sabia sobre o bulldog francês

Você deve estar pensando quais são os tais 10 fatos sobre esse pequeno comedor de croissant que você não sabe. Por isso a Pet Love veio a público esclarecer as coisas e colocar as cartas na mesa, chega de ocultar os fatos sobre os frenchies!

Em primeiro lugar de francês esse pequeno “Napoleão” não tem nada, ele tem mais Shakespeare no sangue. O bulldog francês tem origem inglesa, mais precisamente originário da cidade de Nottingham. Sua cara nesse momento deve ser de interrogação… Deixa eu te explicar melhor. Com a Revolução Industrial muitos artesões ingleses foram para a França, onde o trabalho manual ainda era utilizado, levando junto os seus peludinhos – claro – que se tornaram mais populares entre os franceses do que entre os ingleses! A partir daí os cachorros viram que era hora de adotar a nacionalidade francesa.

Fato segundo não tão desconhecido, mas com pequena obscuridade. Atualmente, o bulldog francês tem orelhas triangulares (parecendo morceguinhos), mas no começo muitos frenchies tinham orelhas caídas, como um bulldog inglês. Porém, criadores americanos decidiram que a orelha estilo morceguinho devia ser padrão da raça por ser um visual diferente dos ingleses. Desde então, orelha caída é uma característica desqualificam-te para o padrão da raça.

bulldog francês

Imagem via Instagram 

Terceiro esclarecimento para quem quer ter um bulldog francês é que esses pequenos possuem um limite de peso exato. Quem não adora a culinária fancesa? O frenchie é um amante quando se o assunto é comida. Um bulldog francês não pode pesar mais que 12 kg, mas se o seu peludinho ultrapassar esse limite saiba que ele não será mais um exemplar de exposição. E mesmo que você não queira que o seu frenchie se torne modelo é importante seguir a risca uma dieta balanceada não extrapolando no limite de peso, pois esses pequenos possuem tendência no quesito obesidade.

O quarto fato sobre esse peludo é especial para os aficionados em arte. Você sabia que esse pequeno adorador de croissant era o queridinho dos artistas, boêmios e escritores durante a Belle Époque (séc 19 séc 20)? Pois é, virei mais fã ainda dos frenchies.

O quinto fato não é tão chocante como os outros, mas ainda é considerado um fato desconhecido. Em 1898 foi realizado em Nova York um evento especial para o bulldog francês, com uma imensa participação da imprensa. Depois desse evento gigantesco divulgando a raça, os frenchies conseguiram atingir grande popularidade entre os americanos.

O bulldog francês já possuiu, e ainda possui, fãs na Rússia! Esse sexto sentido russo vem por parte da família Romanov que tinha paixão por animais e um amor especial pelo pequeno Ortino, o frenchie de Tatiana Romanov.

Com certeza você já viu Titanic, aquele filme com o Leonardo DiCaprio 😉 O sétimo caso foi mais ou menos como a paixão de Jack e Rose que acabou afundando, mas ficou conhecida mundialmente… Robert Daniel e seu frenchie Gamin de Pycombe, campeão de shows, embarcaram e fizeram um grande sucesso durante o cruzeiro.

O oitavo caso frenchie é um case de sucesso! Bouquet Nouvelle Ami ganhou oito vezes consecutivas o prêmio de French Bulldog Best of Breed (o melhor da raça). Esse peludo não ganhou mais vezes o prêmio devido a sua aposentadoria.

Você sabia que a calçada da fama está ganhando novos atores peludos? Frenchies são ótimos atores e parece que Hollywood está cedendo ao charme desse pequeno francês. Esse penúltimo caso não é tão desconhecido, já que você deve ter visto esse peludo fazendo participações em seriados, filmes e programas televisivos.

O décimo fato é visto claramente no cotidiano, o bulldog francês está subindo no ranking de raças mais populares e você vai ver cada vez mais frenchies invadindo as ruas e os corações de todos Pet Lovers!

Compartilhe esse amor por croissant!

 

Sobre o autor

Gleyce Oliveira

Gerente de marketing da Pet Love durante a semana, voluntária da Catland nas horas vagas e mãe dos felinos ex-de-rua Mia, Mini e Provolone em tempo integral, Gleyce tem um plano secreto de se tornar a "louca dos gatos". E dominar o mundo se der tempo.
Também ama os caninos, representados em sua vida pela Dalila, Lhasa Apso, e Gaia, RotFila, que vivem a vida mansa do interior na casa dos seus pais.

1 Comentário

  • Gostei muito desse post, principalmente da parte que fala da paixão dos Romanov pelos frenchies. Sem saber desse fato, colocamos em nosso Bulldog Francês o nome de Boris Romanov simplesmente pelo fato dele ser todo branquinho e ter uma carinha de russo. Mas olha só como agora essa sobrenome ganha um novo sentido. Muito legal. Para quem quiser conhecer um pouco mais do nosso frenchie e seguir as histórias do Boris (Romanov), o Amigão – é só acessar http://www.borisbulldog.com.br Um abraço pessoal

Deixe um comentário