5 cachorros de desenhos mais amados

A gente já falou sobre ter muita vontade de apertar as versões em 2D dos nossos gatinhos aqui. Mas e os nossos dogs? E a versões animadas deles? Também amamos as versões fictícias dos cachorros. E também dá vontade de apertar! Por isso separamos essa lista com os cachorros de desenhos que amamos e queríamos que existissem na vida real.

1 – Scooby-Doo

Quem aqui não lembra do uivo desse cachorro amado da Mistérios S/A? Com 485 episódios até o momento, o desenho que leva o nome do cachorro teve sua primeira transmissão em 1969. A frase slogan vem do amigo, Salsicha: “Onde está você, meu filho?”

2 – Pluto

Melhor amigo do Mickey, Pluto é o cachorro mais famoso da Disney e provavelmente um dos mais famosos cachorros de desenhos animados. Ele é da raça bloodhound e é um pouco atrapalhado. O que todo mundo comenta sobre isso é que o amigo do Mickey, Pateta, também é um cachorro, mas não da mesma forma que Pluto. Além do mais, Mickey é um rato, que é dono de um cachorro. No mínimo curioso.

3 – Snoopy

Da raça beagle, o Snoopy é um dos personagens da série Charlie Brown. Ele é um cachorro muito ambicioso, conhecido por dormir no telhado da sua casinha e que tem um amigo pássaro, o Woodstock.

4 – Bidu

O cachorro do Franjinha, da Turma da Mônica, foi o primeiro personagem da série criado por Maurício de Sousa. Ele é da raça Schnauzer e é todo azul. Tem uma “barbinha” para combinar com o seu dono.

5 – Coragem

Coragem, o cão covarde, mora em lugar nenhum com Muriel e Eustácio. Ele é um cachorro que assusta muito fácil, principalmente com as diversas coisas malucas que acontecem na fazenda onde mora. Apesar de ser “o cão covarde”, ele sempre faz de tudo para proteger sua dona, enquanto leva uns gritos do marido dela.

Sobre o autor

Larissa Moreira

Larissa Moreira

Larissa tem quatro miaus: Câmara, Ação, Gravando e Clica Fora, está no quarto ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, é apaixonada pela língua alemã, livros de fantasia, chá de camomila e pelos seus quatro bebês (que já nem são mais bebês).

Deixe um comentário