6 maneiras do seu gato demonstrar que te ama

gato carinho

Ainda hoje se tem a ideia de que os gatos são tão independentes que só procuram o dono para pedir comida. Quem nunca teve um gato acaba preferindo os cães devido sua demonstração de fidelidade e dependência. Mas será mesmo que os gatos não formam um vínculo afetivo com o tutor?

Comparando gatos e cachorros, os gatos são, de fato, mais independentes do que os cachorros. Mas quem tem gato sabe que eles fazem questão sim da presença da família e, algumas vezes, elegem alguém “preferido” na casa, justamente por este dar mais atenção e carinho do que os demais integrantes da família.

fazer carinho em gato

Mas como saber quando nosso gatinho está demonstrando amor e carinho? Quais os sinais que ele nos dá? Separamos algumas formas que os felinos têm de demonstrar que somos importantes para eles. Olha só:

6 maneiras do seu gato demonstrar que te ama

Como e quando os gatos demonstram amor?

  • Quando ele ronrona. Aqueles momentos em que ele arruma um cantinho para deitar ao seu lado e ronrona, o gato está querendo que você saiba que ele está muito satisfeito em estar ali com você!
  • Quando ele te dá presentes. Esta é a maior representação de amor que um gatinho pode dar. Ele aparece com brinquedos, bolinhas de papel e até presas caçadas por ele para te presentear! Se pudesse, ainda deixaria um bilhetinho de amor junto.
  • Quando ele te recebe em casa depois de um longo dia. Não, ele não vai correndo atrás de você apenas para pedir comida. Ele te recebe em casa roçando por entre as pernas e fazendo todo o charme que só um gato tem para te seduzir e conseguir aquele carinho gostoso em troca. Eles só se doam deste jeito com quem confiam, já que são muito reservados.
  • Quando ele encosta a cabeça em você. É um carinho muito charmoso. Eles aproveitam essa hora para também marcar o dono como território dele, já que existem glândulas situadas nesta região da cabeça que deixam o cheiro do gato.
  • Quando ele mostra a barriga para você dar carinho. A barriga de um gato é quase intocável por ser uma região muito sensível para ele. Quando um gato mostra que você pode dar carinho nessa região, ele está te mostrando o nível máximo de confiança entre vocês!
  • Quando ele te lambe. Essa prática é feita entre os gatos e de gatos para humanos, o que demonstra um instinto maternal de cuidado.

Os gatos são muito amorosos e criam uma confiança muito grande com seus donos. Lembrando que para que haja essa confiança, é preciso uma troca de carinho. Seja carinhoso com um gato, que então ele te retribuirá com todo o amor que ele tem!

carinho barriga gato

Atenção para gato arisco, ele provavelmente tem motivos para desconfiar de humanos ou nunca teve um contato de carinho. Caso seja um gato já domiciliado, mas estressado, é importante uma consulta veterinária para se ter a certeza de que não há nada causando dor ou desconforto, refletindo no seu comportamento.

Sobre o autor

Juliana Packness

Juliana Packness

Especialista em patologia clínica veterinária

66 Comentários

  • Minha gata tem aprox. 10 anos e todos os dias acordo com sapatos e roupas no meu travesseiro.

    Tudo que é meu que esta no quarto da minha filha ou no cesto de roupa suja ela me traz. Durante o trajeto ela mia muuuuuitoooo e qdo me entrega ronrona demais.

    Sei de animais que traz insetos e bichos mortos… mas peças de roupas e sapatos não.

    Tenho vídeos dela trazendo sutiã, tropeçando nas alças… ai saio correndo pra ela não se machucar.

    Ela leva pra mim os “presentes” onde eu estiver.
    Posso considerar como presente mesmo? Pq qdo eu recebo os presentes, pego ela no colo, dou carinho, ela ronrona…

    Quero saber se estou incentivando algo que não e legal ou se realmente é mto amor isso… rs

  • ADOTEI UMA GATINHA DE 1 MES E SETE DIAS, ONTEM, ELA AINDA MAMAVA NA MAE,E AO CHEGAR EM MINHA CASA FUI AO PET SHOP E COMPREI RAÇÃO PARA FILHOTE,SO QUE ELA AINDA NEM TOUCOU NA RAÇÃO,O VENDEDOR FALOU QUE EU PODERIA MOLHAR UM POUCO COM AGUA MORNA,FI ISSO MAS NÃO ADIANTOU…. TENHO QUE DEIXAR PRA VER SE ELA COMO? OU POSSO DAR OUTRO TIPO DE ALIMENTO?

    • Olá, Joelina! Você pode tentar dar ração úmida (em sachê ou lata) para ela e ver se ela aceita, mas os filhotes não podem ficar muito tempo sem se alimentar, portanto, o ideal é que consulte seu médico veterinário de confiança. Um abraço!

    • Tenta trocar a marca da ração aconteceu o mesmo comigo de preferência a Premier filhotes ambiente interno só foi colocar essa ração os meus gatinhos quando eram filhote comeram sem problema algum

    • o meu também, depois de cinco anos começou a fazer isso, molha o lençol, cobertor, ainda bem que tenho protetor de colchão. Não sei o que fazer.

    • Ele te ama muito kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Uma de minhas gatas urinou outro dia em mim, ia brigar, e lembrei que pode ser que ela esteja me marcando como só dela, ciúmes por outro animal ou pessoa. Lindo mas não achei legal kkkkkkkkkkkkk

    • Seu gato deve ser castrado, está atrás de gatas no Cio, pois somente gatas entram no cio.
      ele irá brigar, emagrecer e podendo ser atropelado ou roubado por estar nas ruas, rua não é lugar de animais. Mantenha-o dentro de casa em segurança, tele sua casa.

  • Eu acho muito lindo o jeito que os gatos agem quamdo estamos pertos deles eu tenho trez meninas e um menino eu aprendi a gosta deles e hj eu amor eles de todo meu coração quamdo eu chego em casa eles vem coremdo pra me ver e começa a me fazer carinho e me sento no chão ele me lenbem eu fico muito feliz

  • Bom dia! Há 3 semanas adotamos uma gatinha abandonadas, veterinário e nós achamos que a Lua tem 3 meses, um toquinho só. Há umas 2 semanas a Lua urina exatamente onde estou, em minha cama 3 vezes, no sofá da sacada 1 vez ontem quando eu estava limpando a caixa de areia e o sofá fica ao lado com espaço suficiente para meus gatos se movimentarem, hj estava deitada no sofá da saa e a sacaninha urinou na manta do sofá, perto dos meus pés. Reparei então que ela tem esta atitude comigo, somente comigo, apesar de todos aqui em casa interagem super bem com todos nossos gatinhos que são resgatados adotados por nós. Os irmãos tem 1 ano e 6 meses, encontrados em latão de lixo, quando tinham 2 meses. Nunca agirão desta maneira sempre foram mais normais, podendo se dizer, meus meninos aceitaram muito bem a irmãzinha. Porque a Lua tem esta perseguição em urinar e até defecar ela tem comigo? Sei que nossa ligação é muito legal demonstramos amor e seus benefícios constantemente uma pela outra, não é falta de ligação. Quero muito saber como proceder. Obrigada

  • Já tive cachorro, mas agora tenho uma gatinha que adotei quando foi encontrada na rua por uma amiga. Ela também não gosta de ser colocada no colo. Mas é muito dócil. No início chegou a me morder de leve mas fiz um som com a boca que a assustou. Todas as vezes que me mordia, emitia imediatamente esse som que a assustava. Nunca mais me mordeu. Ela ama um carinho na barriguinha dela e dorme encostada em mim. Muito fofa mesma. Agora descobri uma brincadeira que ela adora. Brincar de pique esconde. Eu saio correndo e me escondo e ela sai correndo para me achar. Ficamos brincando por varias vezes até eu me cansar. Ela parece um chicletinho, onde vou ela vai atrás. Quando chego em casa já está me esperando na porta e quando saio mia para me chamar. Ela é muito quieta, mas se falo com ela ela responde com um miado. Parece que estamos conversando. Quando acabo do banho, entra no chuveiro para lamber a água do chão, uma mania que ela tem. No inicio detestava banho, mas agora curte ficar no balde com agua morna. Não gosta de frio. Como tem um problema nas patas traseiras tem que subir tudo escalando com as unhas das patas da frente, e no inicio escalava as cortinas, as cadeiras de palha e um móvel que tem furinhos. Agora sossegou. Acho que gatos preferem as partes altas da casa. Eu a amo, mas minha filha é muito alérgica e não vou poder ficar com ela. Estou procurando alguém que goste MUITO de gatos para adota-la. Quem souber de alguém me ligue por gentileza. (21)999452406. Grata.

    • Pois a minha é o contrário.
      Sempre gostei de animais e a nove meses atrás adotei uma com 45 dias.
      Moramos eu ,meu esposo e um casal de filhos adultos.
      O apê é pequeno e como as regras do condomínio não aceita animais soltos.
      Ela fica dentro de casa,o problema é que nunca foi carinhosa é uma fera.
      Morde todos e não aceita carinho.
      Dorme em todos os lugares do apê.
      Sinto que ela é uma gatinha do bem só que arranha tudo que encontra pela frente.
      É atualmente como só fica dentro de casa.
      O convívio com meu esposo que é aposentado está impossível .
      Ela no mesmo instante que o procura e pede comida etc.
      Em seguida o morde com força e arranha o muito.
      Estou muito triste com tudo isso,pois ele já comentou que vai dar para adoção.
      O que faço por favor me ajudem.
      Ele gosta dela mais atualmente está complicado a convivência com ela.
      Amo minha gatinha apesar dela vai ser tão boazinha eucalipto amo e não gostaria vde te que dar ela para adoção.
      Me ajudem que faço?

      • Lucia, cada gatinho tem um temperamento diferente do outro. Sua gatinha pode ter um temperamento mais forte do que o normal e, por isso, estar agindo dessa forma. Outra possibilidade é a forma com que criamos os gatos desde pequenos. É preciso que o gatinho entenda que nossas mãos foram feitas para dar carinho, somente. Qualquer brincadeira mais desafiadora para motivar o gatinho, como brincar de luta por exemplo, deve ser feito com o uso de um brinquedo, ainda que uma bolinha de meias ou de papel. O que vejo normalmente são pessoas brincando de luta com seus gatinhos filhotes, utilizando as mãos. Principalmente quando existem crianças ou adolescentes na casa, isso se torna muito comum. Ao crescer, o gato entende que pode arranhar e morder as mãos e os braços do dono, pois foi acostumado assim. Fica a dica.

    • boa tarde , li sobre sua gatinha. acho q vc nao deveria desfazer d sua gatinha . as criancas geralmente tem alergia a varias coisas. assas alergias desaparessem com o tempo. adoro animais e com certeza sua gatinha ira viver menos longe d vc , ninguem ira cuidar dela melhor q vc. me desculpe opinar e q achei sua historia linda

  • PÉSSIMO. Empresa desrespeitosa e irresponsável. Essa empresa se aproveita do amor que as pessoas tem por animais pra ganhar dinheiro e depois deixam os bichos na mão, pois não entregam a ração nem prestam nenhum tipo de atendimento ao cliente. Estou tentando entrar em contato desde ontem e nada, a ração dos meus gatos já está atrasada há três dias e se não tivesse ido pegar ração em outro lugar eles já estariam mortos de fome. Espero que quando o PROCON entrar em contato vocês tomem uma atitude.

  • EU GOSTO MUITO DE GATOS. GOSTO MAIS DOS FILHOTES QUE DA PRA BRINCA MUITO MAIS. OS ADULTOS JACAO UM POUCO VELHOS SO QUEREM CARINHO. EU SO QUERIA SABER SE TEM QUE CASTRAR OS MACHOS TAMBEM

  • Olá! Tenho 14 gatos, é isso mesmo! Cada um tem um comportamento, mas pelo o que acabei de ler todos me amam e me deixam muito feliz, eles são lindos a maioria foram abandonados no meu condomínio e tomo conta deles, com muito carinho.
    O de apelido Pirulito quando quer vem dormir comigo como uma criança. Quando viajo ele chora de saudades e o que tem 3 meses comigo adora rolar e me deixar fazer carinho em sua barriquinha e adora brincar com bolinhas de papel.
    É muito divertido ter a companhia deles, são animais incríveis, cada dia estou aprendendo com eles. Todo dia que chego do trabalho eles vem me receber é muito gostoso em saber que eles me amam, e quando deito na minha cama pra ver TV todos querem ficar comigo é muito engraçado.
    Hoje não sei se conseguiria viver sem eles.

  • Eu sempre amei gatos, mas minha mae nunca deixou eu ter um. A pouco tempo perdi meu companheiro de 12 anos, meu cachorro e de repente os gatos da minha vizinha começaram a vir na minha casa. Sempre tratei eles com muito carinho agora eles nao saem mais daqui, um só fica no terreiro e o outro entra e sai e os dois amam carinhos fazem maioria das 6 maneiras e eu to amando porque com o carinho deles eu sofri um pouco menos com a perda do meu amigo. Acho que me adotaram rsrs amo demais!!

  • Eu tenho três, dois machos SRD e uma fêmea mestiça Siemesa. Nossa amo demais meus gatinhos , são muito companheiros, cada um tem um comportamento distinto mas todos são unânimes no fato de não me deixarem chegar perto se estiverem no quintal, carinho só se estiverem na minha cama. Mas tenho estado muito preocupada pensando em como resolver um problema sério, minha casa tem estado com cheiro ruim, os machos urinam em vários lugares inclusive na minha cama e sofá. Nossa fico apavorada em pensar em me desfazer deles, mas não sei o que fazer.

    • Olá Celmira,
      Eu tive alguns probleminhas de urina com o meu gato macho, os seus são castrados?
      O ideal é castra-los pq a maioria das vezes ele marca território pelo fato de ter outros gatos na casa também.
      Outra coisa é a caixinha de areia, a mesma deve ser limpada regularmente, pois gatos são higiênicos e qualquer mal cheiro os bichinhos fazem fora.
      Quando eles fazem xixi em lugares não apropriados, vc tem que desinfetar o local por completo, qualquer cheiro do “resto da urina” faz com que ele vai lá e faça novamente xixi no mesmo lugar.
      O essencial são as caixas de areia, faça um teste vc vai ver que muda muito, limpe e as desinfeta para eliminar qualquer odor, outra coisa é mostrar a eles que não se pode fazer xixi na cama, isso é fácil vc pega um borrifador de água (essa é a minha arma secreta aqui em casa) e qualquer movimento suspeito de que vai aprontar vc dá uma leve borrifadinha neles. Os meus aprenderam rapidinho é eu pegar e eles já saem.
      Outra dica é o tamanho da caixa de areia, tem que ser espaçosa para que o gato entre tranquilamente e saia da caixinha.
      Em meu apto são 3 gatos grandes e uso uma casinha grande e uma casinha média. Tente que vc vai conseguir.

      • Oi,eu adotei uma gatinha e depois de duas semanas blá ficou com infecção urinária,e era da ração porque tinha corantes,mudei pra Gold de frango para filhotes sem corantes,ela ficou boa e está linda.

    • Celmira, eu também tenho gatos…conheço um pouco do seu comportamento. Os seus são castrados? Se não são vão continuar marcando o território. Tem que castrar urgentemente e principalmente se eles tem o hábito de sair de casa porque seu comportamento a procura de fêmeas vai pô-los em perigo, seja brigando com outros gatos seja estando sujeitos a atropelamento e outros acidentes. Ainda tem a questão de cruzarem e gerarem gatinhos que sofrerão todo tipo de penúria na rua e provavelmente morrerão muito cedo…
      Um beijo e boa sorte!!!!

  • Olá tudo que é matéria de gatos me interessa e muito rs…embora me tornei gateira a pouco menos de um ano, hj vivo e sou apaixonada pelo meus três filhos.
    Os três tem comportamentos e jeitos muito diferentes, o Mufasa que é o macho da raça manie coon é o mais amoro de todos… dorme com a gente, traz presentinhos na cama para gente jogar e ele ir buscar, qdo chego em casa ele corre no arranhador e fica ali se mostrando, já a irmã Maria Bigode é uma layde, um mimo, se pudesse deixava ela de enfeite de tão graciosa que é…e agora a mais nova moradora a Merida, essa é danadinha, ela ama os irmãos mas não é fã de colo…é pegar e ela vem com as 4 patas no seu rosto para vc a soltar, ela é uma Norueguês da Floresta.
    Sempre dizia que não era fã de gatos, que só gostava de cachorros…hj meu conceito é completamente diferente, amo meus gatos, um amor qu não cabe dentro de mim.
    Quando chego beijo um a um, dou petisquinho e claro fico de guarda até todos acabarem se não um toma do outro….eu li um livro noaul não me recordo agora o nome, que tinha uma frase que eu carrego comigo…”Há quem não goste de gatos, talvez por não serem fáceis de os decifrar, só os decifram quem realmente os amam e tem a sensibilidade de entende-los”. Gatos tem muito amor, as vezes o comportamento pode estar relacionado algum problema, o ideal quando foge muito do nosso controle é leva-lo a um especialista, só um detalhe: leve a quem realmente entenda do assunto pq a maioria dos veterinários não entendem muito de comportamento de gatos oq faz vc perder tempo e dinheiro.

  • Gostei muito da matéria, me esclareceu alguns comportamentos da minha gata!
    Tenho uma ‘escaminha’ de 2 anos e 9 meses, a deixaram ainda filhote (aproximadamente com uns 3 meses) em uma caixa, na porta de minha casa, mas nunca a rejeitei, pelo contrário, foi amor à primeira vista. Porém, desde filhote, ela nunca gostou que a tocassem, é só um passar de mão e para ela está ótimo, caso contrário mordida na certa.
    Morávamos no interior (eu e ela), mas há 2 anos vim para a capital, em relação à querer fugir, ela nunca me deu trabalho.
    As vezes não sei o que acontece, ela parece não gostar de carinho, não gosta que pegue e coisas do tipo, e isso me faz sentir longe dela, porque não conseguimos ser próximas…
    A unica coisa que fazemos juntas é brincar de “caçar”, sendo eu a caça e ela o predador, sempre se escondendo, em todas as oportunidades para dar o “bote”.
    Alguem sabe dizer se esse comportamento tem alguma coisa a ver comigo? De não querer carinho e só brincar assim?

  • Tenho dois gatos. A nina chegou primeiro e depois de 3 anos o Fred, são siameses. Só que até hoje eles não se dão. O Fred tem 5 anos e a Nina 8. A Nina hoje fica no andar de cima da casa e quando do se encontram é só briga. Depois ela fica super estressada e brava, e uma gata arisca, temperamental. O que eu mais queriaera ve-os juntos. Será que existe jeito ainda.???

  • Bom dia, amei a matéria! Gostaria de tirar uma duvida: tenho um gatinho de 5 meses e sou a humana preferida, visto que eu o alimento e passo mais tempo com ele em casa. É um chicletinho, onde estou ele está perto, quando estou no pc ele literalmente vem pra cima de mim. So que anda fazendo uma coisa que me incomoda e não tenho deixado, esta com mania de vir para meu colo e mordiscar de leve meu queixo. Eu não sei se so o fato de tirar o rosto da reta e falar não pra ele é suficiente pra entender, mas gostaria que ele parasse com isso. Porque faz isso e como eu educo para que me entenda e não queira mais me dar mordidas no meu queixo. Agora ele é pequeno nao doi, mas fico imaginando que ele vai crescer e as mordidas vão ser mais fortes… hum hum quero não! rsrsrs

  • Bom dia… Juliana… Gostaria de tirar uma dúvida com você. Tenho uma gata de 12 anos, mas está perfeita de saúde, para não ficar sozinha em casa, peguei um gatinho de +ou- 4 meses e ficou tudo bem ele aceita ele deitar c ela e tudo comem, ele corre atrás dela, achei que ficaria tudo bem. Mas ele mudou o comportamento, fiz uma toca de papelão para os dois, ela não sai mais de lá… Só pra comer e beber, e ir ao banheiro e as vezes para o patê. Estou preocupada pego ela faço carinho, tudo igual ao que eu fazia quando era só ela, mas ela sai e volta para a toca. Quando meu namorado não está em casa ela fica mas tranquila deita no meu colo dorme comigo. Será que é a presença dele? Ele gosta dela, dá comida, faz carinho, mas ela anda com a barriga no chão de medo. Sabe o que pode estar acontecendo??? Obrigada

    • Com toda certeza ele fez algo pra ela, talvez até sem querer, uma ação dele pode ter assustado ela. Mas tbm teve o caso de uma moça que pôs câmera em casa e pegou o noivo maltratando os bichinhos dela. Pode ser uma dessas dias coisas.
      E com relação ao gatinho novo, ele é elétrico, e por ela ser mas velhinha fica cansada e não vai ter pique pra brincar com ele, mas o gato de ele querer brincar o tempo todo vai deixar ela estressada.

  • Tenho cinco gatos SRD (sendo um casal de um ano e sete meses e as três filhotinhas c/ oito meses, todos castrados) q crio em um apto de menos de 50m2 e sou uma pessoa muito sortuda pq todos eles são muito carinhosos mesmo! Peguei o casal da mãe de uma amiga q embora seja uma acumuladora de animais, possui uma casa enorme e pelo q percebi, procura, na medida do possível, cuidar razoavelmente dos quase 30 gatos, 06 cães e incontáveis aves… Enfim, qdo o Pierre e a Hanna vieram aqui p/ casa estavam c/ pulgas, sarna de ouvido e diarréia (além de timidez e inquietação) e eu como gateira de primeira viagem quase enlouqueci, mas depois de uns três meses, após cuidados veterinários, ração e areia super premium, muitos brinquedinhos e principalmente, paciência e alta dose de carinho, eles estavam sadios, felizes e muito mais calmos e carinhosos. Na verdade, estou fazendo esse relato meio q p/ explicar q sei q os meus gatos ñ foram criados na rua e ñ tiveram q passar por traumas q os bichanos dos comentários anteriores passaram, mas acredito verdadeiramente q todos os felinos têm necessidade de brincar c/ seus humanos ainda q alguns minutos por dia, ter brinquedos, tocas e caminhas deles, nda muito caro, mas q eles saibam q a gente comprou ou fez p/ eles. Sou meio exagerada e acabei transformando meu escritório e a minha varanda em playgrounds pros meus “bichaninhos” c/ arranhadores de parede, “árvore”, pontes e prateleiras forradas de carpete, mas ñ precisa desse exagero todo: um pequeno arranhador de vinte/trinta reais, algumas bolinhas c/ guizo, uma caixa de papelão “personalizada” p/ fazer as vezes de toca/cama já são mais q o suficiente…

  • eu sou uma amante de felinos, mas amo todos animais. Não sou muito de “gente”! Apareceu emcasa uma gatinha adolecente, gravida em seu primeiro cio; teve a cria no sotão de munha casa. no meio de todas cooisas q se tem num sotão após obra e ainda não terminada e gambás, q se protegem ali, pois ninguem tem o direito de incomodá-los. A gatinha, Miona ( pois mia muito …), é arisca, e muito medrosa, agora ela já se esfrega, fica feliz, mas nada de colo e se deixar pegar… ela teve 4 gatinhos (3 femeas e 1 macho) dois dos filhotes, depois que conseguimos tira-los do sotão, com um sacrificio danado, por causa dos restos de madeira da obra e outras coisas, são muito bravos, não consigo pegá-los, e não sei mais o que fazer, castrei a Miona ( mãe) ela esta internada, pois não ia dar conta de tratar de uma gata que não quer ter nontato fisico… e sozinha. Preciso vermifugar os filhos, não sei como resolver isso, e castrá-los. SOCORRO, alguem pode me ajudar???

  • Sou uma apaixonada pela minha persa, q é o ser mais maravilhoso desse mundo! E quero deixar registrado o meu imenso carinho e respeito a todas as pessoas q amam os animais. Eu sonho com o dia em q os seres humanos reconhecerão q em cada animalzinho tem um pedacinho de Deus e q todos eles serão amados e cuidados. Um abraço enorme a todos os PETLOVERS!

  • Tenho uma gatinha ela vai fazer um ano daqui uns dias e está muito doente com canser mas vou cuidar amala mais ainda nesse momento tão delicado contando minutos pra ela ter alta do hosp

  • Tenho 3 gatas adultas. A mais velha rejeitou a chegada das outras duas. Já se passaram uns 4 anos e cada vez mais piora o relacionamento delas. Como faço para que elas convivam bem? Não tenho mais esperanças que elas fiquem ” amiguinhas”…mas que elas se suportem, pelo menos.

  • Tive a sorte de adotar o gatinho mais carinhoso do mundo. Me segue onde eu vou, dorme agarrado comigo, sempre esta na porta me esperando quando chego de algum lugar, da todas essas demonstrações de carinho citadas a cima. Me provou que gatos tambem sabem dar carinho assim como cachorros.

    • Infelizmente gata aceitar outra gata (femea) é sempre mais dificil mesmo… Seria mais facil se fosse um gatinho (macho), e nao uma segunda gatinha… Ate um gato macho aceitar um gatinho (outro macho) filhote é muito mais facil, mas duas femeas podem NUNCA se entrosar de verdade… Conheco caso de femeas que moram juntas ha anos e ainda assim brigam eventualmente e convivem permanecendo em espacos diferentes da casa.

    • Janaina os gatos demoram mesmo. Minha gata de 10 anos levou uns 3 meses para parar de tentar bater no filhote que adotei. Ela não é carinhosa com ele, mas hoje convivem bem, e é a pequena quem fica tentando correr atras da mais velha rsrs. Leva tempo, mas acostuma.

  • Amei a sua matéria parabens! Tenho 3 gatos sendo 2 machos e uma fêmea. Todos os 3 são muito carinhosos. Mas o Thomas o siamês muito parecido com esse que vc segura vive procurando meios de sair de casa. Eu crio os 3 dentro de casa. Os outros dois são tranquilos nesse aspecto. Sei que ele me ama pois sou a única na casa que ele fica perto e lambe minha orelha isso sem contar com os rom roms que são muito intensos. O que fazer pra ele se convenser a parar de tentar fugir? Se minha casa não fosse telada ele já teria fugido com certeza. Bjs

  • Ola.. adotei um gato siames que apareceu aqui em casa.. ele devia ter uns 6 meses.. hj ja faz 2 ano que esta comigo..
    mas pensa num gato bravo que não deixa fazer carinho nenhum.. ele morde.. arranha.. e ainda te ataca qdo menos espera.. mas tem um porem, quando estamos deitados ele sobe na cama e deita em cima da gente. mas não podemos nem relar nele q ele volta a morder

    • Siameses as vezes sao assim mesmo, mas o estranho é que eles sao assim com estranhos, com os donos e pessoas da casa eles costumam ser carinhosos…

  • Adotei meu gato depois de tentar salvar a mãe dele de um atropelamento, não sei se ela tinha dono antes e infelizmente ela não resistiu.

    O Shoko veio pra casa não deveria ter nem 3 meses junto com o irmãozinho (q foi adotado por outra família depois que eu cuidei dele).

    Já tenho ele a 2 anos e ele me ataca do nada, outro dia, eu estava sentada na mesa do computador, ele subiu e me atacou de unha direto no rosto, por eu usar óculos ele só arranhou um pouco pra baixo da sobrancelha. Sempre tentei dar carinho e ele sempre me ataca de unhas e dentes (e não são aquelas mordidinhas de carinho).

    Já com minha vó, que sempre brigou com ele, joga água ou o travesseiro pra ele parar de arranhar o sofá, o sem vergonha só falta dormir na barriga dela.
    Até com a veterinária ele é um docinho.

    Vou tentar partir pra homeopatia tbm e ver se ele se acalma.
    Ps: ele não aceita carinho de ninguém mais alem da minha vó ¬¬’

    • Joice! Alem de tentar um floral…tente um ferormônio.. compre o feliway, pode ajudá-lo.
      Fora isso, quando vc chegar em casa, ou quando encontrá-lo, dê um petisquinho a ele, pois ele pode assimilar a sua presença a algo bom.

      Obs: tente evitar que sua vó jogue agua nele, apesar dele gostar dela, isso pode estressá-lo.

      Boa sorte!!

  • Tenho um siamês, que peguei da rua há um ano e oito meses. Na época a veterinária calculou que ele teria entre 4 e 5 anos. Ele ia diariamente no meu trabalho por cerca de 3 a 4 meses. Comia e dormia o dia inteiro. Até que resolvi trazê-lo. Passou a me atacar com mordidas (e praticamente berros!!! ) e até hoje ainda faz isso, às vezes mesmo quando estou fazendo carinho, mas principalmente quando brigo com ele por ele ter derrubado algo ou quando fica miando incessantemente para ir pro lado de fora da casa. É um gato difícil de definir… alguns momentos é dengoso, mas carinho mesmo, só com meu esposo, que no início nem queria bicho algum! Fico muito frustrada com esses ataques a mim, nos quais me morde muito os braços!!
    Não sei o que fazer!!!

    • Luciana, provavelmente ele deve te associar a alguma situação ruim que ele tenha passado com você. Talvez todos os trabalhos de cuidar dele tenha ficado com você (banho, dar remédios, pegar ele da rua, etc), já seu marido nunca deve ter feito isso e ele só o associa com carinho!
      Os siameses são bem geniosos, tente dar carinho nele e respeitar o limite. Ele da avisos de que vai te arranhar (chicoteia o rabo, orelha para trás) e então recue. Não lute com ele! Com o tempo ele começa a entender que você também respeita o espaço dele e o respeita e pode aceitar melhor seu carinho.

    • Olá Luciana,

      Desculpe a minha intromissão, porém temos problemas parecidos rs.

      Eu adotei em uma ong uma gata com 4 anos, super saudável, porém tive os mesmos problemas. Ela nos mordia, vivia escondida, não comia, e todas as vezes que achávamos que ela queria um carinho, éramos arranhados e mordidos. Fora o problema de fazer as necessidades nos lugares mais variados e nunca na caixa.

      Adotamos ela tem aproximadamente 2 meses.

      Foi cansativo, mas, não desistimos e procuramos ajuda de uma profissional, comecei a trata-la com homeopatia e hoje temos outro animal em casa.

      Mudou totalmente.

      Espero ter ajudado de alguma maneira =)

    • Oi Luciana, também adotei uma gatinha de rua, e no inicio ela me mordia, era arisca, não queria ficar perto das outras duas gatinhas, fazia xixi no sofá… Demos tempo ao tempo, sempre nos aproximando dela bem devagar, dava comida pra ela e ela atacava o potinho das outras, atacava as outras, enfim, deu um pouquinho de trabalho, mas com muito amor e paciência ela se transformou. Acho que por ser de rua teve que brigar por comida, apesar de só ter um mes aparentemente. Hoje é um amor só com todos lá de casa. Amamos muito nossos bichinhos.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.