Conheça a cachorra que está aprendendo a se comunicar de maneira mais efetiva com humanos

Quem é pai ou mãe de pet não duvida que eles são capazes de entender nossos sentimentos e até o que falamos. Mas será que um cachorro conseguiria se comunicar utilizando palavras? É o que uma patologista fonoaudiológica, americana, está testando com a sua cadela. E está conseguindo respostas incríveis!

Foto/reprodução

Cristina Hunger, mora na Califórnia (EUA), e criou um teclado especial que relaciona estímulos visuais e sonoros para utilizar com crianças que apresentam dificuldades em se comunicar. Foi aí que ela teve a ideia de adaptar e testar o experimento com a sua cadelinha Stella, que na época tinha apenas dois meses, e ver se ela conseguiria se comunicar por “palavras”.


Hunger afirma que Stella, hoje com um ano e meio, apresentou um comportamento surpreendente, já aprendeu
29 palavras diferentes e pode combinar até cinco palavras para formar uma frase. Ela contou que um dia a cachorrinha estava andando de um lado para o outro e chorando perto da porta, logo depois ela caminhou até ao dispositivo e digitou: “quero”, “Jake”, “venha” e ficou em frente à porta até Jake, noivo de Hunger, chegar minutos depois. Imediatamente após a chegada, Stella apertou o botão “feliz” com a patinha.

Além de manifestar sentimentos, a cadelinha também consegue comunicar alguns de seus desejos, como querer dar um passeio na rua, brincar, tirar uma soneca e até dizer que está com fome. Em entrevista recente, Hunger disse que se espanta constantemente com as respostas da cachorra no teclado especial. “Todo dia ela diz algo mais legal do que disse no dia anterior.”, comentou. 

View this post on Instagram

Stella uses language differently when she’s in a heightened state versus when she’s calm! • Today when she heard some noises outside and wanted to go investigate, I told her we were staying inside. • Stella responded by saying, “Look” 9 TIMES IN A ROW, then “Come outside.” She was clearly in a more frantic state, and her language use matched that. We all sound differently than normal when we’re in distress, Stella included! • I’m impressed that Stella is communicating with language during her more heightened states, not just when she’s calm and in a quiet space. This shows me that words are becoming more automatic for her to use. It’s similar to when a toddler starts using language to express himself during times of frustration instead of only crying. That happens when it’s easy for the toddler to say words, not when he’s still learning and it takes a lot of focus to talk 🧠🗣 • • • • • #hunger4words #stellathetalkingdog #slpsofinstagram #speechtherapy #AAC #ashaigers #slp #corewords #SLPeeps #slp2be #earlyintervention #languagedevelopment #dogsofinstagram #dogmom #doglife #dogs #guarddog #animalpsychology #doglover #dogvideos #sandiegodog #catahoula #blueheeler #smartdog #dogcommunication #mydogtalks #animalcommunication #interspeciescommunication #loveanimals

A post shared by Christina Hunger, MA, CCC-SLP (@hunger4words) on

Para registrar e compartilhar o experimento, ela criou o blog Hunger for Words e uma conta no Instagram, realmente é espantoso assistir aos vídeos. Agora… você consegue imaginar essa moda pegando e seu filho de quatro patas começar também a se comunicar com você formando frases de cinco palavras!? A gente já imaginou e pode até apostar que ele(a) diria: “Começou a #BlackPetNovember da Petlove!” 😬

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

É jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.