Coronavírus em cachorros

Cachorros podem ser afetados pelo coronavírus, assim como outros animais, mas os subtipos variam de espécie para espécie e, por isso, não é possível que um ser humano seja infectado caso o seu cão apresente coronavirose. Importante dizer que os subtipos que afetam os cães não são os mesmo responsável pelo coronavírus COVID-19, em humanos.

Em cães, já foram encontradas duas espécies de coronavírus: o entérico canino (CCoV) e o respiratório canino (CRCoV). Vale lembrar que a doença não costuma ser muito diagnosticada por médicos veterinários, uma vez que os pets que são infectados e se encontravam em um bom estado de saúde apresentam sinais brandos e tratáveis de diarreia para o primeiro caso do vírus e tosse ou espirro com secreção quando atingidos pelo CRCoV.

Quando o cachorro é filhote, idoso ou possui imunossupressão, é preciso um cuidado maior. Um grande risco está ainda, em qualquer faixa etária, quando existem outras infecções associadas. A doença pode ser evitada por meio da vacinação anual. Consulte seu médico veterinário de confiança. 

Acesse nossa página especial sobre Infecção por Coronavírus

Leia também:
Entenda o Coronavírus em animais
Coronavírus em gatos
Coronavírus em cães NÃO é motivo de alarde
Testes para coronavírus em animais
Vacina para coronavírus
Peritonite Infecciosa Felina (PIF)
Infecção por Coronavírus

Sobre o autor

Jade Petronilho

Jade Petronilho

É jornalista por formação e comportamentalista veterinária por paixão. Desde criança é a "louca dos bichos", por isso resolveu estudar medicina veterinária, etologia e nutrição animal, mas ainda pretende, um dia, fazer zootecnia. Atualmente tem dois cachorros, quatro gatos e 11 peixes, mas além de cães, gatos e peixes, também já foi tutora de um coelho, três periquitos, dois porcos da índia, dois pintinhos e três cabritos. Hoje, é Coordenadora de Conteúdo Veterinário da Petlove.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.