Cadastre-se e ganhe 20% OFF na primeira assinatura!

 4 sinais que o seu gato está com dor 

Identificar um gato com dor é mais difícil do que se parece. Devido à sua história e posição na natureza, os felinos possuem um comportamento que chamamos de ‘’estoicos”: eles tendem a esconder as suas fraquezas e emoções para não mostrar fragilidade e ser atacado pelos seus predadores.

gato com dor no colo de uma pessoa

Os gatos tendem a esconder também sinais clínicos de algumas doenças, e quando estão com dor ou algum desconforto, tentam nos avisar de diferentes maneiras como:

1- Agressividade é um sinal comum de um gato com dor

A agressividade em gatos pode acontecer por diversos fatores, como:

  • Um carinho que ele não quer receber do tutor
  • Falta de brincadeiras 
  • Sequência predatória (caça) mal planejada pelo tutor
  • Medo
  • Ansiedade

E como resposta à dor, os felinos podem se tornar agressivos com os tutores ou com outros pets da casa.

2- Xixi ou cocô fora da caixa

Quando seu gato faz xixi e/ou cocô fora da caixa, ele está dando um sinal para você de que algo ali não está legal. O problema pode estar: 

  • Na caixa de areia
  • Na areia
  • Na localização da caixa
  • Na limpeza da caixa
  • Pode ter algum conflito com algum gato da casa
  • Alguma doença clínica
  • Dor 

A dor não precisa ser nas vias urinárias e renais, ela pode ser em qualquer órgão do corpo do gatinho e também pode ser uma dor articular, muscular, problemas de coluna, ortopédicos etc.

3- Ficar muito tempo escondido 

Sabemos que se esconder por um período do dia para descansar e dormir é normal na rotina de um gatinho. Ele precisa fazer isso para descansar sua mente e seu corpo, poupar energia e completar diariamente a sua jornada diária de caça.

Mas se o seu gatinho anda muito desanimado, desmotivado e se escondendo muito além do normal, ele pode estar sofrendo e, consequentemente, se escondendo como uma forma de se proteger.

4- Lambedura excessiva

Lamber demais uma região do corpo pode ser sinal de ansiedade, coceira, comportamento compulsivo e dor no local. A falta de pelos (também chamada de alopecia), também pode acontecer.

Se o seu felino apresentar algum desses problemas, procure ajuda. Na grande maioria das vezes, o diagnóstico e o tratamento da dor é um desafio muito grande para os médicos-veterinários e para os tutores.

Por esse motivo, sempre pensamos em trazer o máximo de informações para ajudar o seu gato com dor em busca de bem-estar e conforto.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Isabela Zitti

É Médica Veterinária Especializada em Comportamento Felino e com pós- graduação em Clínica Médica de Felinos. Possui 10 gatos ( 8 resgatados da rua) que são o amor da vida dela, e esse amor a fez dedicar-se exclusivamente ao atendimento comportamental de felinos.
Isabela possui várias certificações internacionais e realiza consultas, cursos e palestras por todo o país.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.