Iluminação e aquecimento para répteis domésticos

Antes de entrar em detalhes sobre os répteis e suas necessidades, é importante conhecer quem são e como surgiram esses lindos animais. Os répteis foram os primeiros vertebrados a conquistar totalmente o ambiente terrestre, podendo viver só na terra sem precisar alternar com a vida aquática. Isso aconteceu porque sofreram diversas adaptações especiais, dentre as quais, a formação de uma pele impermeável, que impedia que se desidratassem. Desse modo eles se espalharam e conquistaram todo o planeta.

Atualmente, muitas pessoas têm optado por ter répteis como animais de estimação. Dentre os mais frequentes estão a Iguana, o Tigre D’água, o Teiú e os Jabutis. É importante lembrar que as espécies nativas só podem ser criadas em casa, como animais domésticos, mediante a autorização do IBAMA e, para isso, precisam ser compradas de criadouros autorizados. Por isso, deve-se ter cuidado ao adquirir (ou adotar) um desses animais, checando se todos os documentos referentes à procedência estão corretos.

Uma das características interessantes e que precisa ser conhecida por quem tem ou quer ter um réptil de estimação, é o fato de eles serem pecilotermos, ou seja, sua temperatura corpórea variar de acordo com a temperatura do ambiente. Isso faz com que, nos períodos mais frios, tenham o metabolismo mais lento, fiquem quietos e até mesmo parem de se alimentar, pois entram em um tipo de hibernação. Em alguns casos, nos quais a temperatura fica muito baixa, os animais podem até morrer.

É possível ter um habitat e acessórios para os répteis, com luzes e aquecedores que emitem calor, a fim de manter a temperatura mais elevada, fazendo com que permaneçam em atividade, mesmo nos invernos mais rigorosos. Se o escolhido for a lâmpada, ela deverá ficar afastada ou protegida do pet, que não pode ter acesso direto a ela. Como são atraídos pelo calor, eles podem se encostar nas lâmpadas e sofrerem graves queimaduras.

No geral, os répteis se mantêm bem em temperatura entre 25° a 29,5°C, mas pode haver alguma variação entre as espécies. Mantendo os animais dentro de sua zona de conforto, continuam com seu metabolismo ativo, se alimentando e vivendo normalmente, independente da variação climática exterior ao seu terrário. Mas as lâmpadas não são utilizadas somente para o aquecimento, no caso dos répteis. Existem diferentes tipos de lâmpadas especiais para serem utilizadas, todas desenvolvidas com a finalidade de atender às necessidades do pet, não somente em relação à temperatura, mas também à absorção de raios UVA e UVB, necessária em algumas espécies. Existem equipamentos especiais, como termômetroshigrômetros, que ajudam o dono a se certificar se as condições do terrário estão de acordo com o recomendado para que seu pet se mantenha saudável.

Vivendo em um habitat ideal, climatizado e com temperatura controlada, com uma alimentação adequada, que precisa ser fornecida em comedouros especiais e, finalmente, disponibilizando água fresca aos pets no bebedouro apropriado, certamente os répteis domésticos terão uma vida saudável e viverão com seu dono por muitos e muitos anos, sendo excelentes companheiros.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário