Imagem de ressonância de Pug viraliza, mas diz mais sobre a raça do que parece

Os cães da raça Pug estão cada vez mais populares e presentes nos lares brasileiros, o que não é nenhuma surpresa, afinal, eles são reconhecidos como excelentes companheiros. A popularidade do bichinho também pode ser notada pelo sucesso das fotos quando são compartilhadas nas mídias sociais – quem resiste aquela carinha “tristonha”?

Recentemente, uma imagem de uma cachorrinha da raça repercutiu mundialmente depois que foi compartilhada, e por um motivo bem inusitado. O ator americano Andy Richter publicou em seu Twitter uma foto do exame de ressonância magnética da Pug de um amigo.


Como você mesmo notou, a imagem chama bastante a atenção, e acabou dividindo opiniões entre os que acharam o registro engraçado, fofo ou assustador. Os olhos esbugalhados e a “ausência” de nariz realmente despertam nossa curiosidade ao perceber como essa anatomia canina é diferente daquelas que costumamos ver.

Você sabia que por conta dessa estrutura óssea e anatomia do pequenino é preciso tomar certos cuidados para preservar a saúde do bichinho? Não? Então acompanhe esse “raio-x” que preparamos sobre o Pug, que tem dicas valiosas elaboradas com a ajuda da Médica Veterinária, Doutora Mônica Calligaris, que é colaboradora do projeto Posso Ajudar? – consultoria on-line exclusiva para os Assinantes Petlove. 

Saúde respiratória

O Pug é braquicefálico, ou seja, os ossos da cabeça têm uma formação diferente, fazendo com que o focinho deles se apresente de maneira achatada, por isso eles ficam ofegantes com frequência, costumam roncar e fazer barulho quando respiram.

A troca de calor com o ambiente é um grande problema pra ele, inclusive para manter a temperatura corporal equilibrada. Um superaquecimento pode levar o bichinho ao óbito, portanto, quando a temperatura estiver elevada mantenha-o com uma toalha úmida no corpo e deixe o bichano em um lugar ventilado.

Saúde dermatológica

As diversas rugas na face são um charme, porém, podem ocasionar assaduras, um tipo de dermatite conhecida dermatite de dobras cutâneas. Uma dica para evitar aborrecimentos, é manter essas rugas sempre limpas e secas. Faça a higiene com soro fisiológico ou lenço umedecido sem álcool, e seque bem entre as dobras com uma toalhinha de rosto.

Outro ponto de atenção é em relação a sarna demodécica, que é causada por um ácaro conhecido como Demodex canis. Este ácaro se aloja na pele, na base dos folículos pilosos e nas glândulas sebáceas. Diferentemente de outros tipos de sarna, essa não possui cura, apenas controle

Fique atento aos casos de dermatite atópica, uma doença na qual o sistema imunológico do pet reage de forma exacerbada perante a presença de determinados alérgenos. A reação alérgica produz um tipo de dermatite conhecida como atópica que pode ser ocasionada por fungos, ácaros ou bactérias. O bichinho com essa doença tende a soltar muito pelo, em especial em épocas de outono e primavera. 

Saúde ocular

Os olhos do Pug ficam mais expostos a agentes externos como poluição e microorganismos, levando a doenças oculares. É comum os olhos ficarem vermelhos e lacrimejando. Faça visitas periódicas ao médico veterinário e não deixe de fazer a limpeza periódica dos olhos com soro fisiológico.

Obesidade

Mesmo não sendo muito chegado a exercícios físicos, mantenha o seu Pug sempre ativo e controle sua alimentação para evitar o sobrepeso. A obesidade pode desencadear doenças cardíacas, diabetes, problemas respiratórios, nas articulações, como luxação de patela, e problemas graves de coluna. Essencial manter a dieta equilibrada com rações específicas, que tenham baixo valor calórico e sejam de boa qualidade.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

6 Comentários

  • Sempre bom pesquisar sobre pugs e sobre como funciona a compra e venda de cachorros, como são as condições que os donos colocam na procriação. Com poucas pesquisas no google você encontra sobre a origem dos pugs, resultado de seleções e induções artificiais.
    Eu pessoalmente acredito que é incorreto vender animais como se fosse produto, o resultado claro desta prática é visto nos diversos problemas que pugs tem 64% dos Pugs sofrem de displasia do quadril, que causa paralisia incapacitante e artrites dolorosas.
    Eles podem ter prolapso, que é a exteriorização do olho, e 60% dos cães com olhos prolapsos se tornam cegos.

    Pensem muito antes de apoiar o vendedor com o seu dinheiro, pense antes de escolher a raça.

    Infelizmente, eu acredito que os pugs estão longe de deixar de existir, se você ainda deseja comprar um pug, esteja ciente das necessidades dele, porque muitos são os donos que compram pelo status de ter um cachorro diferente e os pugs acabam morrendo.

    Sejam conscientes.

  • É maldade ter um pug, quem cuida diminui um pouco o sofrimento deles, eles podem sentir dores devido a sua estrutura óssea, sem falar dos outros diversos problemas, não deveria continuar com a criação e cruzamento de certas raças, pois resulta em sofrimento dos bichinhos, só para ter certas características, dessa forma o animal não passa de um produto qualquer.

  • Pug é tudo de bom. Todos cachorros tem prós e contras
    Não existe cão amoroso e companheiro como o Pug. Tenho um há 8 anos e meio. Não saio com temperatura acima de 30 graus. Pingo nos olhos soro fisiológico. O mesmo nas fibras. A pele é linda. Poucos banhos. É isso aí. Tenha Pug sim!!!!!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.