Pets e o Medo de Pet Shop e Clínica Veterinária

Os donos de animais de estimação sabem que alguns deles acabam adquirindo um medo tremendo de ir ao pet shop para tomar banho, ou de ir a um médico veterinário. Há algumas causas ou situações que podem levar a isso. A primeira é que o bichinho pode ser naturalmente medroso, e como pet shops geralmente são lugares cheios e movimentados, ele pode estranhar essa grande quantidade de pessoas que ele não conhece antes de entrar no banho e tosa. Outro motivo é que o animalzinho pode ter passado por algum trauma no local, caso que deve ser observado com atenção pelo dono, pois o amiguinho de quatro patas precisa se sentir confortável coma situação.

Alguns direitos reservados por linein

O dono de averiguar as causas do animal de estimação estar evitando ir até clínicas veterinárias ou pet shops, pois isso pode indicar traumas de experiências anteriores.

Se for um grande desafio para o animalzinho ir à clínica para ser examinado pelo médico veterinário, o dono deve se esforçar para lembrar se o bichinho já passou por alguma situação ruim por lá. Por exemplo, se ele teve uma ferida muito feia e foi até lá para fazer a limpeza, isso pode ter causado dor que levaria ao medo. Ou pode ser que, quando ele estava na recepção esperando a consulta, alguém ou algum outro cão o assustou, pois um pequeno acontecimento desses pode traumatizar o bichinho. Embora tudo que seja feito dentro do consultório para garantir a saúde e bem-estar do animal, ele não consegue entender isso e pode ligar a dor do ferimento ao fato de ter ido lá.

Nesse caso, deve-se conversar com um médico veterinário e contar o que pode ter traumatizado o pet, que ajudará o profissional a entender a situação para juntos conseguirem melhorar o problema. Em alguns casos, o médico veterinário pode começar a atender o animal em casa para que, aos poucos, ele volte a frequentar a clínica assim ele se sentir mais seguro.

Quando o problema é no banho e tosa, como o dono não se mantém presente por lá, é necessário ir ao estabelecimento para conversar e procurar averiguar se algo diferente do habitual ocorreu, como uma queda do animal, troca de funcionário, entre outras questões que se mostrem necessárias. Dependendo do ocorrido, tomar as devidas providências e inclusive solicitar acompanhar o banho do bichinho é recomendável, para que assim ele se sinta mais seguro. Para ajudar ainda mais, o dono deve fazer muito carinho nele quando estiver no local, além de usar petiscos para agradá-lo que com o tempo, ele voltará a ter confiança e tudo voltará ao normal.

Antes de escolher um pet shop para banho e tosa, é importante procurar por referências positivas a respeito do lugar perguntando para outras pessoas, para assegurar que o estabelecimento é legalizado e principalmente se possui um médico veterinário responsável pelo local, pois se algum acidente por ventura acontecer, o animal possa ser socorrido na hora. É obrigatório por lei que esse profissional esteja por lá todo o tempo, então escolher um bom lugar, investigar as necessidades do bichinho, cuidar muito bem dele desde o seu transporte, fará com que tudo acabe dando certo e o bichinho volte desses locais sem danos físicos ou psicológicos.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

1 Comentário

  • boa tarde

    eu tenho um maltês, de 5 anos, e apareceu um carocinho no rabo que deixou-me preocupada.
    gostaria que me falasse a respeito pois tenho dúvidas.
    como devo proceder?
    obrigada

    Nilsa Reis

Deixe um comentário