Qual a frequência correta de vacinas para gatos?

Para os que cuidam de um gato pela primeira vez ou para aqueles que sempre tiveram os felinos por perto, é sempre bom saber quais os cuidados e tratamentos que podem garantir a saúde do animal. É muito comum, por exemplo, se pergunta qual é a frequência correta de vacinas para os seus gatos e com qual frequência eles devem tomar os vermífugos. Mas não se preocupe: hoje suas dúvidas irão acabar, porque explico direitinho a frequência correta de vacinas, vermífugos e antipulgas.

Frequência correta de vacinas para gatos

Uma das dúvidas mais comuns com relação a saúde dos gatos é qual é a frequência correta de vacinas. Primeiramente, os gatos devem ser vacinados entre os 50 e 60 dias de vida com a vacina com a vacina quádrupla (também chamada de V4). Ela protege contra rinotraqueite, calicivirose, panleucopenia e clamidiose. A segunda dose deve ser aplicada 30 dias após a primeira.

“Em alguns casos, o veterinário pode recomendar uma terceira dose de V4, que deve ser aplicada 30 dias após a segunda dose, para uma melhor resposta imunológica”, orienta a médica veterinária Fernanda Fragata.

gatovermífugovacina

A partir dos quatro meses, eles devem tomar a vacina contra a raiva. Qual é a frequência correta de vacinas no caso de animais acolhidos da rua ou com histórico desconhecido? O processo de vacinação deve ser o mesmo, com uma dose contra raiva e 2 a 3 doses de V4, com o mesmo espaçamento entre elas.

As vacinas V4 e contra raiva devem ser repetidas anualmente, até o final da vida do animal.

Existe também uma vacina chamada V5, que também combate a leucemia felina, porém a utilização deve ser consultada com o seu médico veterinário, para uma avaliação de riscos e benefícios.

Vermífugo para gatos

Já a vermifugação deve ser iniciada após os 30 dias de vida e repetida após 21 dias, pois é frequente que filhotes tenham vermes. No caso de animais acolhidos, a primeira dose deve ser logo após o resgate e a segunda também depois de 21 dias.

Depois do primeiro ciclo de vermifugação, deve ser realizado um exame de fezes em série (3 amostras em dias diferentes), para avaliar se algum verme ou protozoário não foi eliminado e para escolher uma medicação mais adequada para eliminá-los no segundo ciclo.

“Anualmente, recomenda-se realizar um ciclo de vermifugação e também realizar um a qualquer alteração do padrão das fezes”, explica Fragata.

gato vermífugo vacina saúde

Antipulgas para gatos

Já a prevenção contra pulgas e carrapatos deve ser mensal e é muito necessário prestar atenção para garantir que os produtos sejam aprovados para gatos. No entanto, confira na embalagem do produto que você utiliza com frequência para se certificar de por quanto tempo ele garante a prevenção.

A prevenção deve ser mais frequente porque além do incômodo dos parasitas, eles também podem causar doenças como alergias, anemia, parasitas intestinas ou de hemácias, entre outros.

Sobre o autor

Larissa Moreira

Larissa Moreira

Larissa tem quatro miaus: Câmara, Ação, Gravando e Clica Fora, está no quarto ano de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, é apaixonada pela língua alemã, livros de fantasia, chá de camomila e pelos seus quatro bebês (que já nem são mais bebês).

19 Comentários

  • Gostaria de saber se e necessario continuar vacinando o gato que nao sai na Rua e nao tem contato com outros gatos. Sei que a vacina contra raiva pode ter efeitos fatais em gatos podendo desenvolver o câncer . Existe grandes pilemicas hoje sobre certas vacinas que pidem vir a causar doenças renais e outras complicaçoes.

    • Olá, Elisabete! O ideal é seguir o protocolo indicado pelo seu médico veterinário. Os gatos podem mesmo desenvolver um problema chamado sarcoma por aplicação, mas isso não é exclusivo para as vacinas de raiva e sim por diversos produtos de uso injetável – por isso hoje é aconselhado vaciná-los em locais específicos, como nas patas ou no rabo (caso ele desenvolva câncer, isso pode ser sanado com a amputação). Se seu gato não frequenta o pet shop nem mesmo para tomar banho ou de vez em quando, é possível que o profissional te oriente a vaciná-lo de uma maneira mais espaçada, mas deixá-lo totalmente descoberto, sem vacinas, não é indicado. Um abraço!

  • Apareceu uma gatinha fofa aqui .. estou cuidando dela ☺️..só no jardim porque tenho uma cachorrinha ciumenta ?.. elas podem ser amigas um dia? Queria muito .. não pode entrar dentro de casa porque minha cachorra jackerooussel avança e fica louca ..???

    • Oi, Ana! O jack russel costuma ser um caçador nato e, por isso, é provável que sua cadelinha seja um pouco mais resistente à presença da gatinha. Você deve tentar fazer uma aproximação controlada e aos poucos entre as duas, sempre introduzindo reforços positivos quando sua jack se comporta bem e como o esperado. Procure a ajuda de um profissional de comportamento para que possam fazer isso juntos e sem traumas para eles. Um abraço!

  • RECOLHI UMA GATINHA FILHOTE NA RUA ,ELA É BEM CALMA,MAIS TENHO ALGUMAS DÚVIDAS POIS NÃO SEI QUANTO TEMPO TEM NA REALIDADE APARENTA SER FILHOTE,PELO SEU TAMANHO COMEE RAÇÃO,TOMA AGUA E FAZ SUAS NECESSIDADES NA CAIXA DE AREIA, SÓ QUE COLOQUEI A CAIXA NO BANHEIRO,É MELHOR DEIXAR DO LADO DE FORA NO QUINTAL.JÁ DEI A PRIMEIRA DOSE DE FERMIFUGO,POSSO DAR A VACINA OU DEVO AGUARDAR E SÓ DAR A VACINA APÓS A O SEGUNDA DOSE DO VERMIFUGO.

    • Olá, Alzira! Para saber a idade aproximada da sua gatinha, é preciso que ela passe por consulta com um médico veterinário. Os gatos, mesmo bem jovens, costumam usar a caixa de areia de forma instintiva. O ideal é ter duas caixas em sua casa em locais diferentes e não somente uma. As vacinas costumam ser a partir do segundo mês de vida. Um abraço!

    • Olá! Os gatos devem ser vacinados a partir do segundo mês de vida. Seu médico veterinário, de acordo com o estilo de vida do seu pet, irá te informar sobre quais as melhores opções de vacinas para ele. O filhote deve comer rações de filhote e receber somente água (nunca leite). Um abraço!

    • Olá, Rosele! Apenas o médico veterinário que acompanha seu pet pode dizer qual a vacina ideal para ele, mas em geral, são necessárias duas doses com intervalos de 21 a 30 dias da tríplice, quádrupla ou quíntupla + uma dose de anti-rábica. Lembrando que todos os anos o gatinho deve receber um reforço. Um abraço!

  • Em toda minha vida sempre disse jamais teria animal dentro de casa
    Hoje aos 63 anos comecei a gostar tive.um cachorro ele fugiu , fiquei chateada, agora achei um gatinho e estou amando estou.pensando em outro estojo muito.feliz.com.eles .

  • Tenho 5 caes e um casal de gatos, somente dois caes e a gata nao foram resgatados da rua. O gato inclusive teve quê ser operado devido a uma hernia causada por maus tratos(adolescentes insanos o faziam de bola).

  • Tenho um gatinho o nome dele é Dodinho;pois quando ele chegou em casa colocamos o nome dele de Harry Potter. Mais minha neta de 3 anos não sabia pronunciar Harry Potter e só chamava ele de dodi; Então ficou Dodinho meu bb.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.