Adoção de Cães Adultos

Ter um amigo de quatro patas é algo que faz super bem ao ser humano e isso está cientificamente comprovado. Se esse novo cão de estimação for adotado ao invés de comprado, além da alegria que ele trará para o novo dono, há um inigualável benefício para o animalzinho, afinal, que cão não quer ter um lar? Após a decisão de adotar um bichinho, muitas pessoas acreditam que só os filhotes irão se adaptar bem a sua família e acham que o cão adulto não se acostumará a sua nova casa e isso é um grande engano! Os cães adultos não apenas se adaptam muito bem ao lar, mas também serão eternamente gratos.

Alguns direitos reservados por pachenha

“Muitas pessoas acreditam que só os filhotes irão se adaptar bem a sua família e acham que o cão adulto não se acostumará a sua nova casa e isso é um grande engano!”

A primeira vantagem de adotar um bichinho adulto é não ter que passar pela fase de desmame do filhote, que não é nada fácil, pois eles choram de dia e de noite, tirando o sono de todos. Além disso, eles são novinhos e demoram um pouco para aprender qual é o cantinho certo de fazer suas necessidades. Portanto, a casa toda poderá ser o alvo para isso, exigindo muita paciência de seu dono para deixar a casa cheirosa novamente em um curto intervalo de tempo entre uma limpeza e outra. Os filhotes também tem a desvantagem de não guardar a casa por ainda serem frágeis, ao contrário do cão adulto que em poucos dias estará alertando e protegendo os donos a qualquer perigo ou movimento diferente na casa.

Esses motivos são suficientes para justificar que pessoas que trabalham, ou que precisam ficar fora de casa por muitas horas têm como melhor opção a adoção de um cachorrinho adulto, pois ele é muito mais independente do que o filhote e saberá aguardar bem a chegada de seu dono. Na maioria das vezes essa faixa de idade (que pode incluir os cães seniores) não destrói chinelos ou outros acessórios quando se sentem entediados. Já os filhotes, passarão pela fase de pegar o que não devem para brincar e morder, o que é absolutamente normal. Nessas situações, algumas sugestões viáveis para ambas as situações são os alimentadores eletrônicos e os brinquedos e ossinhos.

Ao adotar um filhote, a pessoa também não saberá se o temperamento do cãozinho é de um bom guardião da casa, bagunceiro, brincalhão, alerta ou qualquer outra característica temperamental, o que é evidente quando o animalzinho escolhido é adulto. Na maioria das vezes, quando as pessoas procuram um pet para adoção em uma ONG, eles conseguem ter uma base de seu temperamento graças às informações dadas pelas pessoas que cuidam do animal.

Isso é muito interessante, pois a escolha de um animal adequado à família garantirá uma adoção bem sucedida, além de tornar duas vidas muito mais alegres. Nessa história ambos se beneficiam, porque o dono terá um amiguinho peludo para companhia e o cão, que saiu das ruas e ganhou um lar, irá reconhecer sua gratidão protegendo sua família com toda vontade. Porém, é extremamente necessário que um cão que veio da rua seja vacinado anualmente e vermifugado, além de receber uma ração de qualidade em comedouros e bebedouros adequados para que a saúde do cão e da família seja garantida.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

Deixe um comentário