Viagem com cães e gatos: meu pet precisa de passaporte?

O início do período de férias vem aí e, é claro, que você já preparou tudo pra levar seu pet junto com você para outro País, inclusive providenciou as vacinas e o passaporte do peludinho, certo? Isso mesmo, você não leu errado, não, o seu pet precisa de um passaporte e se você ainda não viu nada sobre ele, é melhor prestar muita atenção nas informações que nós preparamos e saber, desde já, que você está muito, muito atrasado!

Antes da gente comentar a parte burocrática, é importante que você reflita sobre o mais importante: o bem-estar do seu filho de quatro patas. A gente entende perfeitamente que é muito difícil pensar em curtir um período de descanso longe de quem a gente ama, mas uma série de fatores precisam ser levados em conta com a razão para se tomar essa decisão. 


Os gatos, por exemplo, tendem a estranhar bastante um novo ambiente e a adaptação pode demorar muito tempo para ocorrer (às vezes, nem o tempo todo das férias será suficiente). Além disso, questões como alimentação, clima, acomodação e o próprio deslocamento merecem atenção pra não transformar a sua viagem dos sonhos em um verdadeiro pesadelo para o seu pet. Uma boa opção pode ser curtir as férias numa boa enquanto o bichano aproveita ao lado de familiares ou amigos de confiança, pet sitters ou em Pet Hotéis, que têm toda programação pensada nele.  

Te quero comigo

Se a opção é levar o bichinho junto com você para uma viagem internacional, marque uma visita ao médico veterinário para uma avaliação clínica, os pets só podem viajar se estiverem em boas condições de saúde. Lembrando que o embarque de algumas raças não é permitido, pois elas são propensas a apresentarem problemas respiratórios, como nos casos do Pug e do Buldogue.

Obviamente a carteira de vacinação deverá estar em dia, assim como o Certificado Veterinário Internacional (CVI). A legislação do país de destino precisa ser levada em conta, tomando o cuidado para cumprir todos os itens previstos pra não ser pego de surpresa na hora do embarque. O passaporte pet vai facilitar esse trâmite da viagem que costuma dar bastante trabalho. O documento é gratuito, vale por toda vida, mas não exclui a necessidade de se ter o CVI.

Para solicitar o passaporte pet

Com a vacinação, atestado de saúde, microchip e o CVI em dia, basta fazer o requerimento no site do Ministério da Agricultura. Na página você encontra todas as informações necessárias. Fique atento ao indicar quem será o responsável por viajar com o animal, pois somente essa pessoa estará autorizada a se deslocar com o pet. Lembre-se de verificar se o País de destino aceita somente o passaporte ou se exige algum outro documento. As condições impostas pelas companhias aéreas para o embarque de pets também não podem ser esquecidas de jeito nenhum.

Abaixo a gente compartilha a cartilha disponibilizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento que traz respostas para as dúvidas mais frequentes. A última dica que a gente deixa é que você programe suas férias com a maior antecedência possível, assim todo trabalho para embarcar com o peludinho será compensado com dias tranquilos e felizes no seu merecido descanso.

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

É jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.