Cadastre-se e ganhe 10% OFF na primeira compra!

Cinomose: o que é, sintomas, tratamento e cura

Você já ouviu falar em cinomose? É uma doença canina (veja outras doenças de cachorros aqui) viral e altamente contagiosa que pode levar à morte ou deixar graves sequelas nos cachorros que se curam dela. No entanto, conseguimos prevenir a cinomose e, assim, evitar que nossos cachorros sofram e a transmitam para outros animais. Mas antes de falarmos sobre prevenção, sintomas, tratamento e cura, vamos entender direitinho o que é cinomose.

O que é cinomose?

A cinomose canina é uma doença infectocontagiosa que afeta cachorros causada por um vírus da família Paramyxovirus, do gênero Morbilivírus. Ela é altamente contagiosa e costuma acometer cães que ainda não terminaram o esquema vacinal (filhotes) ou que não costumam receber o reforço anual da vacina múltipla (V8, V10 ou V11).

Cinomose em gatos

O nome “cinomose” já nos diz muito sobre a doença, já que o prefixo “cino” sempre é referente aos cachorros. Sendo assim, seu caráter infeccioso se restringe apenas aos cães, ou seja, a cinomose não afeta os gatos.

Sintomas da cinomose

Cinomose

O vírus se replica nas células sanguíneas e sistema nervoso central do animal. Nos estágios iniciais da doença, um sintoma bastante comum é a diarreia, uma vez que o sistema digestório é, geralmente, o primeiro a ser atingido. Em um estágio um pouco mais avançado da doença, o sistema respiratório é acometido, sendo observadas secreções normalmente amareladas e densas saindo pelo nariz e região dos olhos.

Na fase mais tardia da doença, acontece o acometimento do sistema nervoso central, que é quando o animal passa a ter o andar desorientado e tremores musculares que podem evoluir para crises de convulsões.

Secreção ocular remela cinomose

Secreção ocular, um dos sintomas da cinomose.

Sintomas da cinomose

  • Apatia
  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Vômito
  • Febre
  • Secreções oculares (remela em grande quantidade)
  • Secreções nasais (pus)
  • Convulsões
  • Paralisias
  • Tiques nervosos
  • Falta de coordenação

No exame de sangue, é observada a diminuição da imunidade do animal devido à replicação do vírus no sistema linfático. Um cão infectado elimina o vírus pela urina, fezes e secreções (nasal e ocular) até 90 dias após a exposição ao vírus. Portanto é importante evitar seu contato com outros cachorros durante o período em que está doente.

Como a doença é transmitida?

O cachorro pode pegar cinomose, ou seja, ser contaminado pelo vírus, de diversas formas. Entre elas, pelo contato com secreções, urina e fezes infectadas pelos animais doentes. Além disso, casinha, cobertores e alimentos dos animais infectados também são fontes de infecção. Filhotes e idosos são mais susceptíveis às doenças infecto-contagiosas por terem o sistema imunológico um pouco menos ativo.

Vale lembrar que o contato não necessariamente precisa ser direto/ próximo. A infecção pode acontecer, por exemplo, quando passeamos com nosso pet em locais pelos quais passaram animais doentes que eliminaram o vírus na rua, em parques ou outros locais públicos.

Consultórios veterinários também requerem atenção. Se seu pet não possui o quadro de vacinas completo, não permita que ele tenha contato com outros cães, com o chão ou gaiolas que não foram higienizadas.

Qual o tratamento para a cinomose?

  • Não há medicamentos antivirais eficazes para combater a doença. No entanto, o tratamento consiste em tratar os sintomas causados nos diferentes sistemas acometidos:
  • Antibiótico e anti-pirético para as infecções secundárias no sistema digestório e respiratório, além de aliar expectorantes, bronco dilatadores e antieméticos.
  • Soro (fluidoterapia), para corrigir a desidratação causada pela diarreia.
  • Anticonvulsivante para as crises convulsivas devido ao acometimento do sistema nervoso.
  • Suplementos nutricionais e terapias alternativas, como a acupuntura, para melhorar a resposta imunológica do animal para combater o vírus também são utilizadas.

Sequelas

O animal que teve a doença evoluída ao estágio de acometimento do sistema nervoso pode ficar com tremores musculares, andar desordenado e/ou crises convulsivas por toda sua vida, mesmo não portando mais o vírus.

Neste caso, o animal sequelado terá de ter auxílio de sessões de fisioterapia e acupuntura para melhorar o quadro, além de fazer uso de anticonvulsivante em alguns casos.

Como prevenir a cinomose?

Basta realizar a vacinação anual do seu cachorro. A vacina para cinomose está dentro do pacote oferecido pelas vacinas V8 , V10 e V11. No caso de filhotes, devem receber três a quatro doses da vacina a partir de 45 dias de vida, com intervalo de 21 a 30 dias entre as aplicações. Apenas depois da última dose seu sistema imunológico estará apto a combater o vírus caso haja contato com ele, sendo liberados os passeios na coleira.

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Juliana Packness

Especialista em patologia clínica veterinária

624 Comentários

  • Meu cachorro tinha 7 meses e morreu por causa da cinomese… Ai me falaram q tenho q esperar pelo menos um ano pra ter outro filho, pq o terreno fica contaminado!! Sera q é verdade isso???

    • Sim,infelizmente.Voce tem que desinfectar muito bem o seu quintal,e esperar de seis meses a1 ano.E só trazer outro animalzinho com as três vacinas “importadas” já tomadas,pois a vacina “nacional” não é eficaz,e experiência própria.Estou sofrendo á quase dois meses por causa dessa maldita doença,fazendo de tudo e não vejo melhoraras.Minha cachorra é vacinada com a nacional.

  • Tenho 3 cachorros e 2 deles estão com cinomose um no estado avançado da doença não sei as o q fazer já pensei em sacrifica lá mas não tenho coragem

  • Encontrei uma cachorra na rua abandonada, tinha três meses, com anemia profunda, teve que ficar internada, gastei o que não tinha, estava linda, gordinha..agora em 27/09/2016 foi castrada na zoonozes em Guarulhos, apos a cirurgia não é mais a mesma e esta com todos os sintomas desta doença, Cinomose…está pele e osso, cai, não consegue ficar em pé, não come, vomita, nãos ei mais oq eu fazer, estou desesperada e tenho outro em casa pequeno …..o que faço me ajuda por favor

    • Você tem que separar o mais rápido possível.E se o outro não for vacinado com a vacina importada corra e vacine.Isso já aconteceu comigo.

  • Peguei dois filhotes abandonados por um conhecido,estavam om anemia profunda,e são muito pequenos e estão com essa doença não sei oque fazer.tô desesperada,poisso já os amo demais e um já parece está com o pescoço quebrado.

    • Minha tia tem uma cachorrinha de 50 dias e ao que tudo indica ela está cm cinomose ,n temos dinheiro para leva lá ao veterinário e ela ainda tem 4 irmãozinhos da mesma ninhada n sabemos oq fazer e a cachorrinha e tao fofa e pequenina ?

  • Tenho um filhote de 3 meses ele está com cinomose mais n apresentou muitas dessas características iniciais da doença.Ele chora muito e eu n sei o q fazer.Teria algum remédio que tirasse a dor do meu cachorro?É se ele se recuperar da doença ele ainda vai ter dor?Ou os tiques nas patas?Ele é bem ativo e a doença tem deixa do o estressado..Se alguém tiver alguma dica fico agradecida.Obs já levei ao veterinario.

    • Oi poliane…temos muitas experiências para trocar e ajudar nossos pets..estou passando pela mesma coisa….essa doenca horrível posso te passar meu cel para conversarmos..

      • Gente tenho um poodle com 2 meses e ele esta com cinomose esta internado desde quinta e hj piorou.
        Estou muito triste…….

      • Alessandra, bom dia!
        Preciso de sua experiência, minha pequena ainda vai fazer 3 meses e está com suspeita desta doença terrível. Ela está internada a 5 dias e não responde aos tratamentos. Já li por aqui que nada adiantará quanto a tratamentos em clínicas veterinárias. O que faço?
        Desde já agradeço.

  • Tenho um cachorro que já está com 3 anos, ele não foi vacinado, não deixo ele sair de casa e nem ter contato com outros cães por medo dele pegar alguma doença, graças a Deus ele tem boa saúde, mas tenho medo de vacina-lo agora devido alguns comentários de que ele possa ter varias reações devido as vacinas, posso vacinar ele mesmo já sendo adulto?

    • Você pode e deve vacinar seu cão mesmo adulto. Pode ficar tranquila pois dificilmente ele vai ter alguma reação negativa a vacina.
      Cães adultos tomam duas doses e filhotes tomam três.
      Seu cão precisa ter contato com outros cães pois já imaginou se vc que é humano fosse proibido de ter contato com outros humanos? Não seria legal não é? Leva ele pra vacinar e depois das vacinas leve ele para passear e socializar com outros cães 😉

    • Você deve vacina-lo mais com a vacina importada, tenho um cachorro adulto ele estava bem e pegou do cachorro do vizinho essa doença , o melhor aliado é vacinar o tratamento da doença é caro e não tem 100% de eficácia.

  • Olá minha cachorra tem essa doença e não aguento ver ela assim e fica mexendo a patas sem parar e não tem um dia que não choro ela toma medicação e tal mas não sei Oq fazer ??? nois aki de casa pegamos muito amor nela eu amo muito minha cachorra…. Aceito dicas obrigado pela atenção bjoos ???

    • Rayane vc já levou sua cachorra no veterinário e já iniciou o tratamento? Muito bem se sua resposta é sim então ótimo.
      Dica que eu te dou é, se possível deixa sua cachorra dentro de casa junto de você e da sua família. Cães tendem a ficar mais calmos quando próximos aos donos.
      Desejo melhoras pra ela. Tudo vai dar certo. Tenha fé em Deus e na ciência. 😉

  • o meu cachorro tem essa doença ele vive tendo crise de convunçao , é muito triste ve ele assim sem eu poder fazer nada , gostaria de saber se tem algum calmante que eu possa dar pra ele.obrigada.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.