Zoonoses de cães e gatos

Na Grécia Antiga, o termo zoonose era próprio para indicar doenças de animais. Atualmente esse termo é definido como uma doença que pode ser transmitida tanto entre os animais como deles para os homens, através do toque, excrementos, alimentos, etc. Essas doenças podem causar impactos na saúde pública, na economia, na produção animal e na preservação de animais silvestres. E, devido a grande e íntima interação entre os seres humanos e os animais de estimação, comumente cães e gatos, as zoonoses que podem acometer esses animais merecem um grande destaque.

Com essa íntima relação humano-animal, com, muitas vezes, os animais morando dentro da casa, ou até mesmo dividindo a cama com seus donos, a higiene e limpeza, tanto da casa quanto dos pets, deve receber atenção especial. Existem produtos específicos e seguros para a higienização do domicílio e que respeitam a saúde tanto dos bichinhos quanto dos seus donos.

Dentre as zoonoses transmitidas entre os homens e os cachorros podem ser citadas: raiva, brucelose, gastroenterites bacterianas, leptospirose, escabiose, leishmaniose, bicho geográfico, entre outras. Essas infecções costumam ser graves em seres humanos e, para evitá-las, basta frequentar o consultório médico veterinário, realizar exames para diagnóstico, quando necessário, e aplicar vacinas e usar medicamentos para cães, quando prescritos.

Quanto às zoonoses transmitidas pelos felinos há, entre outras: raiva, febre da arranhadura do gato, toxoplasmose, bicho geográfico, etc. A respeito da toxoplasmose, vale a pena salientar que os gatos eliminam os oocistos (forma infectante) apenas quando têm alguma queda de resistência. A forma de os humanos se contaminarem é pela ingestão do oocisto, e não pelo contato com o animal. Portanto, não é necessário se livrar do bichano, quando se estiver em alguma situação de risco. Pode-se levá-lo ao médico veterinário para ser feito o diagnóstico e ter cuidados com a higiene, como lavar bem as mãos. E, caso sejam prescritos pelo veterinário, os medicamentos para gatos devem ser utilizados conforme a orientação recebida, principalmente quanto ao prazo, para que o tratamento não seja interrompido antes da eliminação dos agentes causadores da doença.

Na busca pela preservação da saúde e bem estar dentro do ambiente residencial, é importante prestar muita atenção às condições de saúde dos pets que convivem conosco, pois de maneira geral, nossa saúde está ligada a deles.

Sobre o autor

Bruno Oliveira

1 Comentário

Deixe um comentário