Conheça o estudante de medicina veterinária que viralizou salvando um cão de rua

O estudante de medicina veterinária, Lucas Martins, desde pequeno aprendeu a amar os animais e por isso escolheu essa profissão. No entanto, ele não imaginava que logo no primeiro semestre da graduação teria que passar por uma “prova” – difícil e real – e que seria o responsável pela reanimação de um cachorro abandonado.

O caso aconteceu na cidade de Piranhas (GO), onde Lucas mora com a família. Ele conta que estava aproveitando um intervalo de uma aula on-line e foi até a janela de casa tomar um ar, quando ouviu a vizinha chamar por socorro. “Ouvi minha vizinha gritando que um cachorro estava morrendo e, quando vi o animal se debatendo, corri para pegar minhas luvas. Assim que cheguei no local, vi que ele estava tendo uma convulsão e comecei a retirar todo excesso de saliva do animal. Quando estava terminando, notei que ele estava tendo uma parada cardiorrespiratória”, diz Martins.

Diante da situação crítica, o jovem estudante não hesitou e começou a fazer uma massagem cardíaca no cachorro, que aparentemente havia sido vítima de envenenamento. Foram momentos de apreensão e, para a surpresa de todos que acompanhavam o sofrimento do bichinho, o animal subitamente reagiu e conseguiu se levantar, graças ao procedimento realizado por Lucas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Fazer o bem sem olhar a quem🙏👏❤️

Uma publicação compartilhada por LucasVet🐶🐎 (@lucasmartinsvet) em

Claro que o vídeo viralizou, que Lucas ganhou destaque em sites de notícias e até deu entrevista para um telejornal. Mas ainda faltava uma página a ser escrita para que o estudante desse a história por completa: adotar o cãozinho Vira-lata que havia sumido depois do fatídico dia.

Após quatro dias de buscas, Lucas teve a felicidade de reencontrar o peludinho em uma casa abandonada. Desde então, o jovem oficializou a adoção e viu ser duplicada a dose de felicidade em sua residência, que já conta com um Pinscher

Curioso é que o batismo do novo morador também rendeu uma história interessante. “Eu postei uma foto dele no meu Instagram e pedi sugestões de nome. Depois fiz uma enquete com os três mais votados e a galera escolheu Valente”, revela Martins. 

Valente-Petlove

Foto arquivo pessoal: Lucas e Valente

Valente está há um mês com a nova família e continua recebendo os cuidados do seu novo tutor. Ele foi diagnosticado com papilomatose na boca e a “doença do carrapato” (erliquiose). Mas para quem já encarou a morte de perto – e, agora, carrega esse nome -, as novas adversidades não deverão representar grandes empecilhos.

Já Lucas, segue ainda mais convicto de que escolheu a profissão certa e mantém firme o seu sonho de ser um médico veterinário militar no futuro, atuando em canis ou junto à cavalaria. Alguém aí tem alguma dúvida de que ele leva jeito para virar herói quando a emergência aparecer?

Sobre o autor

Anderson Mafra

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

2 Comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.