Aos 31 anos, morre gato mais velho do mundo

O sonho de muitos Petlovers mundo afora é que o seus filhos de quatro patas ultrapassem a expectativa de vida deles esbanjando boa disposição física e mental. Michele Heritage, moradora da cidade de Exeter, na Inglaterra, teve a incrível sorte de viver com o seu felino por mais de 30 anos!

Infelizmente, Rubble, conhecido como o gato mais velho do mundo desde maio de 2019, faleceu pouco antes de completar 32 anos de vida. O felino da raça Maine Coon roubou o posto de Scooter, um Siamês morador do Texas, nos Estados Unidos, que morreu em 2016 aos 30 anos.

Aos 31 anos, morre gato mais velho do mundo

Para o site britânico Mail Online, Michele Heritage disse que uma das razões para a longevidade de Rubble foi a forma dele ter sido criado, com muito carinho e mimo, já que ele era o seu filho único. 

Segundo ela, o felino já dava indícios de que não estava tão bem de saúde há algum tempo. “Ele envelheceu muito rapidamente no final. Eu disse ao meu marido no Natal que achava que seria nosso último com o Rubble. Ele tinha parado de comer e só bebia água… ele ficou muito magro. Fui trabalhar como de costume e, quando cheguei em casa, meu marido disse que Rubble havia saído para a rua, como fazia todos os dias, e nunca mais voltou, por isso acreditamos que ele saiu para morrer, como os gatos fazem”, disse Michele.

Por mais que seja surpreendente, Rubble não foi o gato mais velho da história. De acordo com o Guinness Book (Livro dos Recordes), Creme Puff, que faleceu com 38 anos de idade, é o detentor do título de felino mais longevo.

Sobre o autor

Gabriel Arruda

Gabriel Arruda

É estudante de Jornalismo, apaixonado por animais e esportes. Está sempre em busca de novos desafios, justamente pela curiosidade que o toma conta. Pai de um Beagle chamado Johnny, mais conhecido como "o Destruidor".

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.