Principais dúvidas sobre o Husky Siberiano

Não é de hoje que a raça de cachorro Husky Siberiano se tornou bem popular entre os brasileiros juntamente com o Malamute do Alasca (que apesar de serem semelhantes, possuem muitas diferenças). Apesar do clima tropical em que vivemos, eles vêm sendo adquiridos cada vez mais em nosso país. Com isso, algumas dúvidas surgem, principalmente relacionadas à adaptação da raça com o clima e em relação ao comportamento teimoso que muitas vezes demonstram. 

Através do nosso Instagram, perguntamos aos Petlovers quais são as principais dúvidas entre os amantes dos huskies. Listamos as principais e iremos respondê-las a seguir. Confira!

Como conseguem viver em locais quentes? O que é aconselhado para amenizar o calor?

Apesar de serem criados para locais de frio extremo, como a Sibéria, os huskies podem sim viver no clima tropical do Brasil. Contudo, alguns cuidados são essenciais para que o cachorro tenha qualidade de vida e não sofra com o calor. Manter os potes de água sempre frescos e disponibilizar um local fresco e bem arejado (de preferência longe do sol) já ajuda bastante.

Manter pedrinhas de gelo nas tigelas d’água é bem interessante e eles costumam adorar! Petiscos congelados, como por exemplo alguns tipos de legumes (nesse post falamos um pouco dos legumes que são interessantes oferecer aos cachorros), também pode ser uma boa ideia e eles ainda se divertem. 

Por que dão tanto trabalho para comer?

Os cães desta raça foram criados para percorrer longas distâncias e por isso, tendem a aproveitar melhor o armazenamento de gordura. Por isso, podem ingerir menos comida que os outros cães. Porém, apesar disso, a sua dieta deve ser bem balanceada. Converse com um médico veterinário de sua confiança caso tenha dúvidas sobre a alimentação do seu cachorro.  

Podem viver em apartamentos?

Por serem muito enérgicos, é fundamental que esses cachorros  tenham um espaço amplo para realizar atividades diárias, pois adoram correr e necessitam dessas atividades. Caso contrário, podem se tornar depressivos e desenvolver problemas de comportamento, como por exemplo destruir objetos e móveis, teimosia e desobediência. 

Por isso, passeios rotineiros e atividades que estimulam o físico e a mentalidade são essenciais. Lembrando que esse tipo e atividade não é exclusividade dos huskies, mas deve ser inserido na rotina de todos os pets. 

Quanto tempo após a queda de pelos nascem os novos? Quanto tempo dura a troca?

Diferentemente de outras raças de cachorro, que têm a troca de pelo uma vez ao ano, a “muda” dos huskies ocorre duas vezes ao ano. Geralmente, a primeira troca acontece entre a Primavera e o Verão e a segunda entre o Outono e o Inverno. Por isso, a escovação se faz necessária e deve ser feita diariamente.Durante a troca de pelos, é comum que os cães desta raça apresentem perda de pelo localizada. Caso o seu cachorro tenha falhas na pelagem ou apresente sinais como coceira ou vermelhidão na pele, leve-o ao médico veterinário, pois isso não é esperado.

Até quantos meses crescem?

Geralmente os cães de porte médio crescem até os 12 meses de idade e isso costuma ser padrão para quase todas as raças que estão enquadradas nesta categoria. Normalmente, os cães crescem notavelmente até os 8 meses e após esse período a desenvoltura é voltada para o condicionamento físico, como o desenvolvimento dos músculos e ossos.

Qual a melhor ração para o Husky Siberiano?

Independentemente da raça, é fundamental que os cães tenham uma alimentação equilibrada e de boa qualidade. Por isso, rações super premium são as mais indicadas. Algumas opções que indicamos são Purina Pro Plan, Hills, Biofresh e Royal Canin.

Caso o seu cachorro não se adapte ou apresente alguma reação à ração, entre em contato com um médico veterinário de sua confiança e veja com ele a melhor opção para o seu Husky Siberiano.

husky-siberiano

Quais cores existem?

Quando filhotes, os cães Husky Siberiano são bem parecidos com lobos de pelúcia e podem ter diversas variações de pelagem. Algumas combinações de cores de pelagens são mais comuns entre a raça como por exemplo branco com marcações em cinza, totalmente brancos, totalmente pretos, branco combinado com marrom terra ou branco e preto. 

Podem cruzar entre irmãos?

Assim como as demais espécies, a cruza entre parentes pode ocasionar problemas de atrito genético e diversas alterações à saúde. Portanto, essa prática deve ser evitada. 

Tendência à pulgas e carrapatos?

Talvez por conta da sua pelagem, as pessoas tendem achar que a raça é predisposta a contrair pulgas e carrapatos. Porém, contrair esses ectoparasitas não está relacionado com a raça e sim com a não prevenção. 

É fundamental que seu cachorro seja vermifugado e que anti-pulgas sejam devidamente aplicados. Lembrando que antes de medicar o seu cachorro, você deve entrar em contato com o médico veterinário de sua confiança para saber qual o produto mais indicado.

Possuem predisposição para quais doenças?

Assim como outras raças de porte médio, os huskies possuem predisposição para displasia coxofemoral e algumas doenças congênitas como o glaucoma, que afeta a retina ocular e desgasta o nervo óptico. Como essa doença é hereditária, é fundamental que seja analisado o histórico dos pais para ter conhecimento das chances que o cachorro tem de desenvolver a doença.

Fáceis de lidar com crianças?

Cães da raça Husky Siberiano tendem a ter uma ótima convivência com crianças e com outros cachorros, quando socializado desde filhote. Porém, assim como qualquer outro cachorro, devem ser supervisionados quando perto de crianças pequenas. 

Por que são tão teimosos?

Os cães desta raça são bem teimosos, mas se forem educados de maneira correta desde filhotes tendem a ser mais comportados e obedientes a longo prazo. Ter pulso firme e não ter medo ao educar esses cães é essencial.

Quando o Husky Siberiano surgiu?

Os huskies siberianos estão presentes na humanidade há muito tempo. Os responsáveis pela disseminação da raça pelo mundo são os Chukchi, uma tribo asiática. Falamos um pouco sobre sua história neste post

Se adaptam facilmente com gatos?

Assim como os cachorros de outras raças, deve ser feita uma integração entre as espécies quando o pet ainda for filhote. Quando isso é feito de maneira correta, a socialização entre gatos e huskies tende a ser boa. Porém, deve-se ter cuidado redobrado caso a integração não seja feita. Cães dessa raça possuem fortes instintos de caça e são instigados a praticá-las com espécies menores como os gatos, ratos e coelhos. 

Os olhos são sensíveis à claridade?

Os huskies normalmente possuem olhos que contrastam com a cor da sua pelagem. As cores costumam ser verdes, azuis, amarelos ou castanhos. No entanto, alguns exemplares da raça podem nascer com heterocromia, uma anomalia genética onde o cachorro nasce com um olho de cada cor.

Inevitavelmente, todos aqueles que possuem olhos claros (tanto os humanos quanto os animais) podem sofrer de fotofobia – aversão ao excesso de luminosidade – e os huskies não são uma exceção. A fotofobia, em alguns casos, causa um incômodo tão grande que os acometidos sentem dores oculares.

 

Sobre o autor

Gabriela Azevedo

Gabriela Azevedo

Formada em design gráfico e cursando medicina veterinária, profissão que herdei paixão graças ao meu pai. Catlover e apaixonada pelos meus 6 gatinhos (Tchantcham, Drake, Josh, Marie, Maysa e Cara Preta -in memoriam- ♥) e pelos pets agregados que fazem parte da minha vida (todos os que encontro. bem doida dos bichos!).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.