Seu cachorro idoso não consegue ficar em pé?

Seu cachorro idoso não consegue ficar em pé? Não é exagero algum dizer que há mais de uma centena de razões para isso acontecer. E se você quer conhecer os principais motivos, então continue a leitura para saber como prevenir a saúde do seu pet!

Começo te fazendo uma pergunta: você está mantendo rigorosamente em dia os check-ups do seu peludinho? Lembre-se que, com a idade avançada, os períodos das consultas médicas precisam ser encurtados, pois assim a chance do seu cachorro idoso aparecer totalmente prostrado de uma hora pra outra é bem menor.

Cachorro idoso deitado

Se você respondeu sim à pergunta, parabéns! O médico veterinário é a única pessoa capaz de identificar o real motivo do cachorro não conseguir mais ficar em pé e também de recomendar o tratamento mais indicado para que a saúde do pet seja reabilitada.

Falando sobre as causas…

Se eu disser que os acidentes domésticos estão entre os principais motivos dos cães idosos não conseguirem ficar de pé, você acredita? Pois é, com as articulações e ossos mais fragilizados, infelizmente, qualquer queda pode causar uma fratura ou uma inflamação que impeça o peludinho a se manter apoiado em quatro patas.

Daí a importância de rever a acessibilidade da casa e fazer uso de escadas e rampas para facilitar a locomoção do seu filho de quatro patas e aumentar a segurança dele ao circular pela casa.

E, já que falamos de ossos e articulações, vale dizer também que problemas como hérnia de disco, “bico de papagaio”, artrite/ artrose, reumatismo e osteoartrite, só pra dar alguns exemplos, também podem fazer com que o seu cachorro idoso não consiga levantar da cama. 

Cachorro idoso não consegue ficar em pé – doenças neurológicas

Não pense que só a estrutura articular canina é que pode incapacitar o pet de permanecer em pé. Bastante comum em cachorros com mais anos de vida, as doenças neurológicas também podem comprometer a locomoção dos peludinhos.

A conhecida hérnia de disco, por exemplo, pode causar uma lesão na medula do cachorro – ao comprimir os discos que ficam entre as vértebras -, causando muita dor e, em alguns casos, pode haver até a paralisia total dos membros.

Outra doença bem conhecida e temida pelos petlovers, a cinomose também pode comprometer o equilíbrio do animal quando o vírus atinge o sistema nervoso. Por isso, o pet passa a não sentir firmeza para ficar em pé e também pode sofrer uma série de outras complicações. 

Veja algumas doenças ou substâncias que podem afetar a saúde neurológica dos cachorros:

  • Cinomose
  • Meningite
  • Encefalite
  • Tumores ou inflamações cerebrais
  • Doenças congênitas/ metabólicas
  • Contato com produtos químicos e plantas “venenosas”

De modo geral, quando o cachorro idoso não consegue ficar em pé em decorrência de alguma doença, ele pode apresentar outros sinais, como:

  • Dores
  • Irritação/ agressividade
  • Salivação excessiva
  • Tremor
  • Desorientação
  • Respiração agitada
  • Fraqueza
  • Perda do apetite

Portanto, se você notou que o seu cachorro idoso está com dificuldades de ficar em pé e/ ou alguns sinais destes listados acima, peça ajuda de um médico veterinário imediatamente para que ele possa te auxiliar a cuidar da saúde do seu filho de quatro patas!

Compartilhe esta matéria!

Sobre o autor

Anderson Mafra

Jornalista apaixonado por animais, comunicação, música e que não perde um concurso cultural (na verdade já perdeu vários). Curioso de mão cheia, quer saber sempre mais e compartilhar conteúdo, dicas e curiosidades do mundo pet. É um petlover assumido, sem chance de reabilitação.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.