Himalaio – Principais doenças

O desejo de criar uma raça com características anatômicas de um Persa e coloração de pelagem de um Siamês, resultou no gatinho Himalaio, uma raça recente que já é bastante querida ao redor do mundo. A disseminação da raça deve-se também à participação ilustre de um exemplar no filme “Entrando numa Fria” que foi um sucesso de bilheteria. Quem não gostaria de contracenar com Robert de Niro, não é mesmo? 

O Himalaio possui características típicas do persa: nariz curto, olhos grandes e redondos, corpo pequeno e robusto. Sua saúde é boa, podendo viver de 9 a 15 anos e com os devidos cuidados, facilmente pode ultrapassar essa estimativa. A seguir, iremos falar mais a respeito da saúde do Himalaio e quais doenças podem afetar esse felino ao longo da vida.

Síndrome Braquicefálica

Gatos que possuem faces achatadas (braquicefálicos) nascem com alterações na conformação de seu trato respiratório e formato do crânio. Essas alterações incluem: deformação na mandíbula, que pode ocasionar doenças periodontais e problemas na preensão de alimentos; narinas pequenas e palato longo podem ocasionar complicações respiratórias; além disso, os ductos lacrimais muitas vezes obstruídos não conseguem drenar a lágrima com eficiência, o que resulta em olhos lacrimejando. A Síndrome do Braquicefálico pode ser consequência de todas essas conformações mencionadas anteriormente. Os principais sinais dessa síndrome são respiração ruidosa, dispneia, palidez das mucosas, tosse, espirros reversos, alterações vocais, engasgos e intolerância ao exercício.   

Sequestro de Córnea

O sequestro de córnea é caracterizada pelo aparecimento de uma placa de cor escura, encontrada na região córnea (região anterior do bulbo ocular). Estas placas podem escurecer gradualmente à medida que a doença progride, bem como aprofundar-se e chegar a perfurar a córnea, podendo resultar, inclusive, na perda do olho. A doença é comum em  gatos, principalmente em Himalaios, Persas, Siamês e Birmanês. Gatinhos acometidos com a patologia podem apresentar sinais de dor, apatia, sensibilidade à luz e secreção ocular. 

Urolitíase por oxalato de cálcio (Cálculos renais)

Infelizmente, os bichanos são muito suscetíveis a desenvolverem doenças renais, há vários relatos e estudos para desvendar o porque a espécie é tão propensa a essas patologias. O Himalaio também tem essa predisposição genética, e a urolitíase pode afetar essa raça ao longo da vida. Também conhecida como pedra nos rins, as urolitíases são caracterizadas por presença de cálculos (“pedras”) no trato urinário. O que pode causar a doença por oxalato de cálcio são dietas muito proteicas, baixo consumo de água, sedentarismo e consumo exagerado de cálcio. É muito importante que você leve seu gatinho ao médico veterinário para diagnosticar e tratar a doença precocemente. 

Outras doenças que pode afetar o seu Himalaio:

As doenças citadas são provenientes de estudos e artigos de predisposição de certas doenças em raças. Lembrando que seu Himalaio pode viver uma vida saudável sem ser acometido por nenhuma patologia. Entretanto, a informação e conhecimento são importantes e a qualquer sinal de anomalia com seu peludo, procure um médico veterinário.

Na Petlove, profissionais da medicina veterinária trabalham em conjunto para disponibilizar um portal sobre as principais doenças em cães e gatos, você pode conferir aqui.

Sobre o autor

Beatriz Mario

Beatriz Mario

Graduanda em Medicina Veterinária, sonho que tenho desde de criança, hoje sou conhecida como a louca dos gatos, mas nas horas vagas sou a louca dos bichos também, sem distinção. Tenho 10 lindos gatinhos resgatados e meu propósito é poder ajudar o máximo de pets possível (E seus pais e mães humanos escrevendo aqui no blog).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.