Tudo sobre o seu:

Sagrado da Birmânia

Conhecido como gato Sagrado da Birmânia ou Birmanês, essa raça é, até onde se sabe, descendente dos gatos que eram venerados entre o século XV e XVI como deuses nos templos budistas da Birmânia, onde atualmente é o Myanmar. Acredita-se que a raça chegou na França por volta de 1920 e nos Estados Unidos em torno dos anos 30. É um gato muito sensível e dócil, que se apega muito à família, mas que não gosta tanto de estranhos. É considerado um gato muito elegante e, apesar de gostar de brincadeiras, prefere ficar ao nível do chão e não nas alturas (como a maioria dos felinos).

Características do seu Sagrado da Birmânia

Energia
Apego ao dono
Tendência a miar
Amoroso
Inteligência
Brincalhão
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Sagrado da Birmânia

Tamanho

A altura varia de
20 a 30 cm

Peso

O peso varia de
4 a 8 kg
Pelagem
A pelagem do Sagrado da Birmânia varia de média a longa e é bem sedosa. Os pelos são mais claros no corpo e mais escuros nas extremidades (região da face e das patas), como acontece com os siameses.
Alguns gatos da raça Sagrado da Birmânia podem sofrer com uma alteração de gene que afeta o nervo óptico causando problemas de visão. Além disso, o Sagrado da Birmânia pode ter outros problemas também de natureza genética. A hipotricose congênita, que faz com que os gatos nasçam sem pelos no corpo, também é vista com certa frequência. Aplasia tímica, que é uma imunodeficiência que aumenta risco de infecções, também acomete os gatos da raça Sagrado da Birmânia. Uma doença do sistema nervoso central que provoca fraqueza dos membros, gerando assim movimentos descoordenados, chamada de degeneração espongiforme também é prevista para gatos dessa raça.
Os gatos Sagrados da Birmânia são pets muito dóceis. Sensíveis, se dão bem com a família toda e adoram colo e carinho, mas apenas de conhecidos. Eles são gatos gentis e tranquilos, com um temperamento equilibrado, e são muito companheiros. Afetuosos e calmos, não gostam de ficar sozinhos.
Considerado um animalzinho inteligente, o gato Sagrado da Birmânia tem uma facilidade muito grande - maior do que a dos outros gatos em geral - de se adaptar aos hábitos e à rotina da família, principalmente de crianças. Ele é um gato bastante sociável, que não gosta de estranhos, mas que é muito apegado à família. Ativos, gostam de aprender brincadeiras e truques, principalmente porque isso pode ajudar a estabelecer uma conexão maior com seus tutores. Ou seja, para garantir que ele aprenda os truques, é necessário que eles sejam ensinados por alguém da família, porque ele só tem interesse em aprendê-los justamente para fortalecer essa conexão. Por seu apego com a família, ele é considerado muito confiável e obediente. Dificilmente irá destruir a mobília da casa e prefere que suas brincadeiras sejam realizadas no chão.
Apesar dos diversos problemas de saúde que o gato Sagrado da Birmânia pode ter, ele apresenta uma expectativa de vida de média a alta. Gatos dessa raça costumam viver entre 12 e 16 anos, se bem cuidados e se prestarem atenção aos sintomas que podem representar os problemas genéticos deles.
O gato Sagrado da Birmânia é muito apegado aos seus tutores e muito sensível. Então ele precisa de carinho e atenção. Se ele for deixado muito tempo sozinho ou sem a devida atenção, ele pode ficar triste, desenvolvendo depressão e outros problemas de saúde.
O Birmanês atualmente está entre as 10 raças de gato mais populares do mundo.