Tudo sobre o seu:

Biewer Terrier

Também conhecido como Biewer à la Pom Pon, Biewer Yorkie ou Biewer Yorkshire, o peludinho gracioso é um companheiro brincalhão, amigável e cheio de energia. De origem norte americana, o pequenino é da família do Yorkshire Terrier e se mostra um parceiro ideal para casas com pouco espaço, pois é de fácil trato e se adapta rapidamente a um novo ambiente.

Características do seu Biewer Terrier

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!
Pelagem
O Biewer Terrier possui uma coloração malhada, com manchas irregulares espalhadas pelo corpo. Há predominância do branco no peito e pernas, já o rosto geralmente terá a cor preta ou marrom. Não apresenta subpelos e os pelos são longos e macios, que deixam uma textura suave e sedosa ao toque. O casaco do cachorrinho pode ser adaptado de acordo com estação do ano, em temporadas mais frias. A pelagem mais densa pode servir como cobertor, já em temperaturas mais altas, uma tosa pode cair muito bem para aliviar o calor.
Assim como o Yorkshire Terrier, os cães dessa raça podem apresentar problemas ortopédicos, principalmente a luxação da patela, e a famosa “dentição dupla”. A saúde digestiva também requer cuidados, já que não são raros os casos de diarreia e fezes moles, portanto, a alimentação do bichinho deve seguir à risca as orientações de um médico veterinário ou zootecnista.
Se você procura um cachorrinho que não recuse um convite para brincadeiras e adore os momentos de carinho com toda família, o Biewer Terrier é uma opção super indicada. Adorado pelas crianças, será um excelente companheiro para os pequenos, já que vai incentivá-los a várias descobertas por conta do seu espírito curioso. Manter uma rotina de treinamentos evitará que o bichinho abra espaço para a teimosia se desenvolver.
Os cachorros dessa raça aprendem com facilidade e ficam ainda mais motivados a acertarem quando percebem que estão agradando seus humanos. Por isso, aposte nas palavras de incentivo e ofereça petiscos como recompensa para obter excelentes resultados. Os latidos podem ser frequentes com as visitas, mas nada que uma socialização não resolva - quanto mais precoce, melhor. Embora seja um terrier, não possui o hábito de escavar.
O amoroso cãozinho vive, em média, entre 12 e 15 anos.
Certifique-se que você seja capaz de oferecer doses diárias de exercícios ao peludinho, que precisa gastar a boa energia que tem para não ficar entediado e passar a ter problemas de comportamento, inclusive os destrutivos. Mantenha as unhas sempre aparadas para evitar rachaduras ou crescimento excessivo. Os ouvidos devem ser limpos com frequência para evitar acúmulo de sujeira e possíveis infecções.
A raça Biewer Terrier surgiu por acaso, quando criadores de Yorkshire Terrier nos EUA encontraram um filhote de cachorro com piebaldismo (condição semelhante ao vitiligo) em uma ninhada de cães em 1984. Como eles ficaram fascinados pela coloração do filhote, planejaram um programa seletivo de criação, com o objetivo de aumentar a quantidade de cachorrinhos parecidos com aquele. O programa permaneceu durante anos e assim uma nova raça foi concebida. O sucesso dos peludinhos nos EUA aconteceu em 2003, mas somente em 2016 o United Kennel Club of America passou a reconhecer o Biewer Terrier.