Tudo sobre o seu:

Border Terrier

Criado na fronteira entre a Inglaterra e a Escócia, há mais de 300 anos, o Border Terrier foi muito popular no condado de Northumberland (ING), sendo sua principal atividade na época correr ao lado das matilhas de hounds locais para espantar raposas dentro das tocas. Como consequência, a raça não ficou muito resistente, mas se entrosa mais rapidamente com outros cães do que muitos terriers. A linhagem é ativa e uma companhia alegre para aqueles que gostam de vida ao ar livre. Mesmo sendo pequeno, o Border tem muita energia, e só ficará feliz em um local no qual possa fazer muito exercício. Sua altura média é de 25 centímetros e seu peso pode variar entre cinco e sete quilos.

Características do seu Border Terrier

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Border Terrier

Tamanho

A altura varia de
23 a 25 cm

Peso

O peso varia de
5 a 7 kg
Pelagem
O Border Terrier tem uma pelagem dupla resistente ao clima, composta de pelo áspero e denso, duplicado por uma camada interna bastante protetora. A escovação, que deve ser feita diariamente, é essencial e também é preciso um profissional experiente para fazer stripping manual duas vezes por ano. Suas cores são: vermelho, trigo acinzentado e fogo ou azul fogo.
Seu principal problema de saúde é a possibilidade de nascer com um buraco no coração que ocasiona vazamento de sangue entre os átrios. Este problema pode ser detectado em uma consulta veterinária de rotina.
Leal, amigável e audacioso: essas são as principais características de um Border Terrier. Por terem sido criados para correr pacificamente com cães caçadores de raposas, acabou não desenvolvendo um temperamento agressivo em relação aos outros cães, diferente dos Terriers que caçavam principalmente por conta própria. Mesmo que não demande constantemente de atenção, o Border quer estar sempre ao lado da família. Por isso, não é recomendado que um cão da raça fique muito tempo sozinho.
No ranking de Inteligência Canina elaborado por Stanley Coren em seu livro chamado “A Inteligência dos Cães”, o Border Terrier encontra-se entre as 30 raças mais inteligentes do mundo. Embora ele demonstre um entendimento preliminar de novas tarefas simples depois de 15 repetições, em média irão precisar de 15 a 20 repetições antes que eles obedeçam de forma mais imediata. Depois que ele aprende e adquire o novo hábito, geralmente o Border retêm os comandos com uma certa facilidade. Além disso, costumam responder no primeiro comando em 70% dos casos, ou até melhor que isso, dependendo da quantidade de treinamentos.
A expectativa de vida de um Border Terrier está entre 12 e 15 anos.
O Border Terrier precisa praticar exercícios diariamente. Longas caminhadas, mesmo em climas ruins, são ideais para gastar sua energia abundante. A raça não é adequada para viver em apartamentos. Além disso, sozinhos em quintais, não terão dificuldade alguma em aumentar o tamanho de um buraco embaixo da cerca com suas patas poderosas, antes de se espremerem e pela passagem desaparecerem, afinal, são grandes fujões por natureza. Por isso, não deixe um cão da raça sozinho ou em um jardim sem qualquer supervisão, pois, caso fique entediado, pode começar a cavar e estragar as plantas.
O Border Terrier é muito tolerante a dor. Caso um cão da raça fique doente, o único sinal pode ser uma mudança de comportamento, se isolando ou ficando extremamente quieto. Outra curiosidade sobre a raça é que eles têm um instinto natural para escavar. Por isso, ao invés de evitar que façam isso, procure um local apropriado para satisfazerem essa necessidade natural.