Tudo sobre o seu:

Cavalier King Charles Spaniel

Carinhoso com todos e muito apegado aos seus pais humanos, o cavalier king charles spaniel não tem esse nome a toa: a raça era uma das favoritas do Rei Charles, fazendo com que sempre fosse símbolo de status e boa companhia. Parente direto do King Charles Spaniel (com o qual muito se parece fisicamente), podemos dizer que esta é uma versão mais moderna desses cães que estão conosco desde o século XVII. Reconhecido oficialmente no ano de 1945, o cavalier foi criado na Grã-Bretanha e em pouco tempo ganhou o mundo com seu jeito meigo e calmo. Podemos dizer que este é um dos cachorros mais companheiros e tranquilos que existe na atualidade, sempre se mostrando muito amistoso mesmo com aqueles que não conhece, incluindo outros animais.

Características do seu Cavalier King Charles Spaniel

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Cavalier King Charles Spaniel

Tamanho

A altura varia de
31 a 33 cm

Peso

O peso varia de
5 a 8 kg
Pelagem
O cavalier king charles spaniel tem um pelo liso, longo e sedoso. Os padrões oficiais da raça não permitem que sua pelagem seja enrolada, podendo ter apenas pequenas ondulações nas suas orelhas. Embora o cavalier fulvo com branco seja o mais comum, existem outras variações de cores como o tricolor, o canela e o preto com canela. Quando não escovado frequentemente, o cavalier pode criar nós em seus pelos. Fique atento!
O cavalier, de modo geral, é um cachorro saudável e cheio de vida. A raça, porém, possui uma forte tendência genética a problemas cardíacos. A endocardiose (doença da valva mitral) é muito comum em cavaliers king charles spaniel e pode acometer também cães jovens desta raça por prejudicar o "bombear" do coração. A luxação de patela (“encaixe” incorreto no joelho) é comum não somente aos cavaliers king charles spaniel, mas na maioria dos cães de pequeno porte. Uma consulta com o médico veterinário e uma radiografia podem dizer que seu pet tem ou não esta condição. Otites e outras questões que envolvam suas orelhas podem ser frequentes também. Por terem orelhas grandes e caídas, o local abafado faz com que sejam predispostos a inflamações que geram “dor de ouvido”, como as otites. Uma dica é virar as orelhinhas do pet alguns momentos do dia para que ventile melhor, realizar limpezas ou usar produtos específicos para proteger suas orelhas enquanto comem ou bebem água, por exemplo, como os snoods.
Se você busca um companheiro muito dócil, simpático e que se dá bem com todo mundo, o cavalier é o cachorro ideal! Muito sociável com pessoas e com outros pets, essa raça é ideal para quem sempre tem visitas em casa e deseja um cãozinho que recebe a todos com muita alegria e amor. Considerado um cachorro muito bom com crianças, o cavalier king charles spaniel pode acompanhar os pequenos em suas aventuras, mas também fica muito bem passando horas acompanhando seus tutores no sofá. Como um típico cachorro de companhia, ele adora seguir seus humanos e estar com eles em todos os momentos. O cavalier não é de latir muito e nem de fazer alardes sem motivo, nem mesmo quando busca por atenção.
Por ser muito apegado aos seus tutores, o cavalier king charles spaniel adora fazer o que lhe é pedido. Obediente, ele tende a aprender rapidamente a vários comandos, não sendo teimoso na maioria das vezes. Quando estiver passando por aulas de adestramento, é preciso cuidado para não ser duro demais com eles. Sensíveis, os cavaliers podem se mostrar muito sentidos quando levam broncas ou quando chamam sua atenção. Utilizar um tom de voz amistoso e muitas palavras de incentivo podem fazer com que seu cavalier responda melhor e mais rapidamente. Carinhos e petiscos podem ser uma boa pedida também.
Por ser um cachorro de pequeno porte (eles pesam até oito quilos), o cavalier que não possui problemas genéticos que prejudiquem o funcionamento de seu coração pode viver mais de 15 anos.
O cavalier não requer atividades muito intensas, porém passeios diários pelo bairro são indicados. Promover atividades que trabalham seu intelecto também são muito interessantes. Apesar de serem cachorros de companhia e naturalmente mais calmos do que os cães de trabalho, eles não devem ficar muito tempo ociosos, sendo ideal deixá-los ocupados quando ficarem sozinhos em casa. Converse com seu médico veterinário para ter certeza que seu pet está apto a realizar exercícios físicos, pois os que possuem problemas cardíacos podem não estar liberados para brincadeiras intensas que podem colocar sua vida em risco. Escove os dentes do seu pet frequentemente. A raça, por ser braquicefálica, possui uma tendência maior a acumular placa bacteriana (tártaro) e apresentar mau hálito por conta disso. Com o tempo, o problema pode se agravar causando enfermidades graves, que também podem envolver o coração do cãozinho, como a endocardite.
Os cavalier adoram brincar com pelúcias e brinquedos mais delicados. Com eles, esses cães podem se mostrar mais caçadores do que o habitual, mas nunca agressivos. A raça, aliás, não costuma mostrar traços de violência ou conduta destrutiva. É indicado que vivam dentro de casa. Os primeiros cavaliers surgiram no ano de 1920 e chamaram a atenção de todos por serem uma versão do King Charles Spaniel (raça que ainda existe). O focinho do cavalier, porém, é mais comprido e seu corpo mais magro. O prefixo "cavalier" é o que distingue de seu parente mais próximo especialmente em documentos de pedigree. Por algum tempo, foram chamados "toy spaniels".
Videos
Ainda não temos videos para esse pet