Tudo sobre o seu:

Cesky Terrier

Criado na República Tcheca e descendente do Scottish Terrier e do Sealyham Terrier, o Cesky Terrier foi desenvolvido para caçar vermes em meados do século XX, mas logo se tornaram exímios cães de família graças ao temperamento amoroso e fiel, suas necessidades moderadas de atividades físicas e seu pequeno tamanho.

Características do seu Cesky Terrier

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!
Pelagem
A pelagem do Cesky Terrier é longa, fina e levemente ondulada, podendo ser nas cores cinza-azulado e marrom-café. Quando filhote, ela precisa ser escovada diariamente, mas a necessidade varia entre uma e duas escovações semanais à medida que envelhecem. O “bigode” característico da raça precisa de uma atenção especial, pois pode sujar durante as refeições.
O Cesky Terrier é um cachorro muito saudável e não apresenta predisposição hereditária a nenhum problema de saúde. Ainda assim, ele precisa ser levado para consultas com um médico veterinário de confiança com regularidade para se manter saudável e longe de doenças.
Inteligente, afetuoso e fiel à família, o Cesky Terrier é um verdadeiro companheiro do lar. Ele é um clássico terrier, alegre, enérgico e brincalhão, sendo um ótimo parceiro de corridas e caminhadas. O Cesky é naturalmente alerta, desconfiado de pessoas estranhas e, por essa razão, faz muito bem o papel de cão de guarda.
O Cesky Terrier é um cachorro inteligente, obediente e interessado em aprender coisas novas. Porém, alguns exemplares podem ser um pouco teimosos graças ao espírito independente característico da raça.
Um Cesky Terrier vive, em média, entre 10 e 15 anos.
O Cesky Terrier é definitivamente um cachorro para quem tem muito tempo livre. Além das necessidades altas de manutenção em relação à pelagem, ele é muito enérgico e precisa de uma rotina pesada de exercícios físicos para se manter ativo. Fora isso, o Cesky não lida tão bem com a solidão e pode desenvolver alguns problemas comportamentais caso fique sozinho por longos períodos. Pecar em algumas destas questões pode trazer sérios problemas para o pet.
O Cesky Terrier foi reconhecido na Europa na década de 1960 e, pouco tempo depois, se popularizou principalmente na Inglaterra, mas também na Oceania, mais especificamente na Austrália, e na América, estritamente nos Estados Unidos e Canadá. Anos mais tarde, em 1996, o American Kennel Club reconheceu a raça e posteriormente adicionou o Cesky ao Terrier Group, em 2011.