Tudo sobre o seu:

Chartreux

O Chartreux é um gato azul com um sorriso característico e amável que muitas vezes é confundido com o Inglês de Pelo Curto e com o Azul da Rússia (Azul Russo). As suas principais características são pelagem espessa e densa, forte musculatura e olhos alaranjados. Esse gatinho existe há séculos e é difícil dizer com certeza de onde e quando ele se desenvolveu. Porém, como a maioria das raças sem origem certa, a história do Chartreux virou conteúdo para lendas. Um dos relatos mais populares diz que essa raça foi criada por monges em um mosteiro localizado no sudeste da França e que essas pessoas criaram gatos seletivamente fazendo com que eles fossem calmos e vocalizassem pouco para não atrapalhar a meditação dos monges. Acredita-se que a verdadeira história do Chartreux é que ele foi levado do Oriente Médio para Europa e se estabeleceu como uma raça Francesa. A sua criação oficial porém, só foi acontecer em 1920 por duas freiras e ele quase foi extinto após a 2º Guerra Mundial. Por sorte, os amantes da raça não deixaram que isso acontecesse e disseminaram o Chartreux pelo mundo. Esse gato possui uma característica muito peculiar: raramente vocalizam e são muito silenciosos, sendo perfeitos para a família e o convívio com os outros animais.

Características do seu Chartreux

Energia
Apego ao dono
Tendência a miar
Amoroso
Inteligência
Brincalhão
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Chartreux

Tamanho

A altura varia de
22 a 30 cm

Peso

O peso varia de
3 a 7 kg
Pelagem
O Chartreux possui pelo médio ou curto e textura aveludada, com uma cor uniforme e bastante subpelo. A cor é azul, variando desde o azul-acinzentado claro ao escuro. Pode haver uma variação na textura e cor conforme idade, sexo e local onde vive. Os machos geralmente apresentam pelos mais espessos e as fêmeas podem apresentar pelo mais fino e sedoso.
O Chartreux é uma raça bastante saudável e resistente. Porém, alguns exemplares podem possuir um gene recessivo para desenvolver uma doença chamada luxação patelar. Essa doença pode causar bastante dor nos bichanos e os criadores que souberem da existência dessa doença genética em alguma de suas linhagens, devem castrar os gatinhos afetados e não colocá-los para reproduzir. Além disso, há alguns relatos de tendência à gengivite nessa raça. Levar seu gato ao médico veterinário para fazer check-ups regulares e limpeza periódica dos dentes é de extrema importância. Em alguns gatinhos, os dentes incisivos de leite não caem e os definitivos nascem por cima, sendo necessário arrancá-los por meio de cirurgia.
Quem resiste a um gato que possui um sorriso enigmático e um poderoso ronronar? O Chartreux é amigável, leal, amoroso, adaptável e bastante independente. São conhecidos por uma mistura de cão com gato, já que possuem a independência de um gato e a sociabilidade de um cão. São muito brincalhões e caçadores, adoram brinquedos que se movam e os que rodopiam no ar são seus preferidos, mas o que esses pets gostam mesmo é de interagir com seus humanos durantes as brincadeiras. É uma das raças com menos tendência a miar e quando raramente usam sua voz, é em um tom suave e gentil. Além disso, conquistam qualquer um com seu esplêndido ronronar, que irá ficar bem intenso principalmente quando é servido sua comida preferida. A socialização desse pet com outros animais, crianças e idosos é bastante impressionante, eles preferem se afastar do local caso algo esteja incomodando do que brigar e raramente mostram suas unhas.
O Chartreux é um gato extremamente inteligente, que aprende rápido os comandos que lhe são propostos. Esse felino é um pet perfeito, em troca de uma tigela de comida, uma caixa de areia limpa, uma caminha pra dormir e brincadeiras diárias, você terá um companheiro perfeito que diverte toda a família o ama com aquele sorriso enigmático e angelical.
Normalmente, um Chartreux possui expectativa de vida de 12 a 15 anos. Mas se bem cuidado, pode chegar até seus 20 anos de idade.
Os gatos são seres muito fáceis de manter felizes e saudáveis e com o Chartreux não é diferente. Primeiro, quando adquirir um gatinho, é muito importante que ele vá ao médico veterinário, assim, você poderá seguir com um calendário de vermifugação e vacinação correto. Por ser ter um subpelo abundante, é necessário escová-lo pelo menos duas vezes na semana para evitar ingestão de pelos excessivos e ajudá-los com a limpeza diária. Alguns criadores da raça apontam que as orelhas do Chartreux requerem atenção, já que são mais separadas do que o normal, sendo necessário uma limpeza semanal com produtos adequados (sempre peça auxílio de um médico veterinário para a higienização correta). Além disso, uma alimentação de qualidade, oferta de água e brincadeiras diárias para gastar sua energia são fundamentais. Lembre-se que a caixinha de areia precisa estar sempre limpa, pois seu gato pode ficar bem estressado com o cheiro e a sujeira.
Como foi dito anteriormente, esse gatinho é cercado de algumas lendas. Uma delas é da origem de seu nome. Há relatos que Chartreux veio de um mosteiro chamado Grande Chartreuse, lá os monges destilam um licor chamado Elixir Vegetal da Grande Chartreuse a partir de ervas, plantas e flores, então o gatinho cinza foi chamado Chartreux em homenagem ao famoso álcool. No entanto, os registros do mosteiro não mencionam o gato de Chartreux, então ainda não se sabe se essa história romântica é verdadeira. Outra curiosidade interessante é que a autora francesa Colette possuía vários gatos dessa raça, incluindo um felino chamado Saha. O gato inspirou Colette a escrever um romance curto, La Chatte, de 1933, sobre um homem chamado Alain que ama seu gato Chartreux mais do que sua esposa. No livro, a afeição de Colette pela raça brilha: ela descreve Saha como um “demônio cinza pérola” e um “ursinho com bochechas gordas e olhos dourados”.