Tudo sobre o seu:

Coelho Gigante de Flandes

O Gigante de Flandres foi desenvolvido na Bélgica com o objetivo de fornecer carne e pele, e há relatos de que o primeiro exemplar data do século XVI, porém, somente a partir do século XX que ganhou mais popularidade. Hoje é considerada a maior e mais popular raça de coelho gigante, sendo também utilizada para exposições e como animal de estimação. O macho apresenta o corpo mais arredondado e a fêmea mais afilado. As orelhas são grandes e largas, com as pontas arredondadas, medindo entre 15 e 18cm de comprimento e a cauda é longa e ereta.
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!
Pelagem
Sua pelagem é fina e lisa, apresentando diferentes variedades de cor tais como branca, preta, azul, areia e parda, sendo a primeira a mais comum. O pelo tende a ser curto, medindo de 1,3 a 2,5cm de comprimento.
O Gigante de Flandres é mais suscetível a doenças, sendo bastante sensível à umidade alta, temperaturas elevadas e correntes de ar, principalmente os jovens. Raças gigantes, como o Gigante de Flandres, são mais predispostas a desenvolver cardiomiopatia (doença no coração) e doenças articulares, portanto, é fundamental o acompanhamento periódico com um(a) médico(a) veterinário(a) especializado em pets não convencionais. Por serem animais grandes, a quantidade de alimento ingerida diariamente é maior do que as raças menores, porém é preciso tomar cuidado para não fornecer comida em excesso e predispor ao aumento de peso e à obesidade. Além disso, deve-se levar em consideração que o Gigante de Flandres é uma raça menos ativa, mais preguiçosa, portanto, gasta menos energia.
São animais calmos, tranquilos, mais reservados e até preguiçosos. Podem conviver tranquilamente com outros animais de estimação desde que a introdução e socialização sejam feitas da forma correta e, de preferência, quando ainda filhotes. Assim como outros coelhos, quando estão com medos e sentindo-se acuados podem tornar-se agressivos.
São animais espertos e podem ser treinados para fazer suas necessidades na caixa higiênica.
Podem viver de seis a 13 anos. Coelhos maiores tendem a viver mais do que as raças menores.
É essencial tomar cuidado ao segurá-los no colo, uma vez que a contenção inadequada pode causar lesões sérias, como fratura na coluna. Por serem animais consideravelmente grandes, é fundamental que tenham espaço suficiente para que possam se movimentar livremente e expressar seu comportamento natural. Recomenda-se escová-los pelo menos duas vez por semana para retirar o pelo solto e manter a pelagem brilhante e saudável.
O Gigante de Flandres apresenta crescimento lento, levando mais tempo para atingir a maturidade sexual. A fêmea pode gerar entre sete e 10 filhotes, mas a média geralmente não passa dos sete. Não são animais indicados para tutores de coelho de primeira viagem.