Tudo sobre o seu:

Coelho Mini Rex

O Mini Rex foi desenvolvido pela criadora Mona Berryhill em 1986 a partir do cruzamento de exemplares menores do Rex padrão. Com o porte até duas vezes menor que o do Rex padrão, o Mini Rex provou que tamanho não importa. O tamanho pequeno da raça não diminuiu sua beleza e graciosidade, na verdade, todas as características adoradas do Rex permanecem numa forma mais compacta e diminuta. Apresenta corpo compacto e proporcional e as fêmeas são maiores que os machos. As orelhas são eretas e largas, e os olhos acompanham a cor da pelagem.
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!
Pelagem
Assim como o Rex padrão, o Mini Rex tem uma pelagem extra-curta, densa e muito macia, lembrando um veludo. Os pelos são perpendiculares à pele e apresentam o mesmo tamanho (em torno de 1,6 cm). Diversas colorações e padrões de pelagem são aceitas tais como castor (cor da pelagem semelhante a do Castor), chinchila (cor da pelagem semelhante a da Chinchila), chocolate, preta, vermelha, azul (“diluição” da cor preta), lilás (“diluição” da cor chocolate), blue otter, entre outras.
Assim como os coelhos Rex, o Mini Rex tem pouca camada de pelo na sola, deixando a região menos protegida e mais predisposta à lesões. Portanto, é importante que o(a) tutor(a) avalie regularmente as patas do seu pet em busca de qualquer lesão e que o leve periodicamente a um(a) médico(a) veterinário(a) especializado em pets não convencionais (silvestres e exótico).
Apesar de serem calmos e dóceis, podem ser mais reservados. É Importante levar em consideração que cada coelho tem sua personalidade e características individuais.
Inteligentes, assim como os coelhos em geral.
A média de vida é de oito a 10 anos. A expectativa de vida dos coelhos está ligada a diversos fatores, dentre eles o manejo, portanto, garantir o bem-estar é essencial para aumentar sua longevidade.
Assim como o recomendado para a raça Rex, uma escovação semanal já é o suficiente para manter a pelagem com aspecto aveludado e saudável, devendo-se aumentar a frequência nas épocas de troca de pelo. Os cuidados em geral são os mesmos recomendados para todo coelho. O ideal ao adquirir um coelho como animal de estimação é levá-lo a uma consulta de orientação com um(a) médico veterinário(a) especialista em pets não convencionais (silvestres e exóticos) para saber como criá-lo adequadamente e garantir todos os pré-requisitos necessários para seu bem-estar.
A prolificidade é baixa, ou seja, nascem poucos filhotes (láparos) por ninhada. O cruzamento de um Mini Rex com o Rex descaracteriza a raça, uma vez que obtém indivíduos com tamanho e peso superior ao padrão. Por isso, o ideal é procurar criadores confiáveis. O Mini Rex é maior que o coelho Anão Holandês (Netherland Dwarf). É importante levar em consideração que coelhos criados no Brasil não serão totalmente iguais àqueles criados nos Estados Unidos ou na Inglaterra por diversos fatores como clima, linhagem, características das matrizes e reprodutores, entre outros. A criação de coelhos é legalizada no Brasil, sendo possível encontrar criadores em diversas regiões do país.