Tudo sobre o seu:

Coton de Tulear

Criado em Madagascar no século XVII, o coton de tulear se destaca como um ótimo cachorro de companhia. De pequeno porte, ele vem ganhando certo espaço fora de seu local de origem, já estando presente inclusive em alguns lares brasileiros.

Características do seu Coton de Tulear

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Coton de Tulear

Tamanho

A altura varia de
25 a 30 cm

Peso

O peso varia de
5 a 6 kg
Pelagem
De pelagem fina e longa, o coton de tulear pode ser confundido com algumas outras raças por aqueles que não o conhecem. Seu nome não foi escolhido por acaso, afinal, seus pelos ao toque lembram muito um algodão (“cotton”, em inglês). Fofo por natureza, esse pet precisa ser escovado diariamente e apesar de não possuir uma “tosa oficial” da raça, costuma ter seus pelos aparados com tesoura. Sua “barba” não deve ficar molhada, por isso é recomendado que os pais de cotons tenham um cuidado maior com esse região para evitar manchas e a predisposição a fungos no local. Os brancos são os mais comuns, mas também são aceitas variações em preto e branco e preto e cinza, sempre tendo o tom “cor de neve” como predominante.
Em geral, os cotons costumam ser bem saudáveis, mas alguns exemplares podem ter displasias de cotovelo e luxação de patela, condições articulares que causam dores e problemas de locomoção. Converse com um médico veterinário para realizar os exames necessários em seu pet.
Pertencente ao grupo dos bichons, o coton de tulear é um cachorro cheio de energia, muito vivaz e sempre pronto para brincar com seus humanos. Ele costuma se dar bem com outros animais, mas é indicado que seja socializado desde filhote para que não te torne protetor demais. Super leal à sua família humana, ele gosta muito de estar por perto independentemente da ocasião.
Cotons são bastante obedientes e também inteligentes, mas gostam mais de agradar aos seus humanos realizando truques do que por realmente quererem fazê-los por espontânea vontade. Assim como todos os outros bichons, respondem rápido ao que lhes é ensinado. Atividades mentais são uma ótima pedida para gastar a energia destes pequenos curiosos.
Um cachorro da raça coton de tulear pode viver até 18 anos.
A pelagem do coton é provavelmente o que mais exige cuidado. Por ter pelos bem fininhos, eles podem fazer nós com facilidade, portanto, escová-lo precisa entrar nas tarefas diárias obrigatórias. Evitar que seus pelos fiquem muito molhados (mesmo que apenas com a água que bebe) é importante para que não haja a presença de fungos, mau cheiro e manchas na pelagem.
Não se sabe ao certo qual cruzamento entre raças originou o coton de tulear, mas a maioria dos criadores defende que ele descende de bichons que foram levados para Madagascar por soldados franceses. Antes dele, o chien coton (que hoje não existe mais) era muito popular por lá.