Cocker Spaniel Americano – Principais doenças

Com suas grandes orelhas caídas, pelo longo e focinho achatado, o Cocker Spaniel Americano é facilmente confundido com o Cocker Spaniel Inglês. Afetuoso, brincalhão, inteligente e dócil, gosta de estar sempre perto da família e não dispensa um passeio. O desenho de 1955 “A Dama e o Vagabundo” contribuiu significantemente para a disseminação da raça, já que a personagem principal é um Cocker Spaniel Americano. 

A raça, em geral, é bastante resistente, mas o zelo com seu ouvido e pelagem precisam ser constantes e mesmo com esses cuidados eles podem desenvolver doenças dermatológicas. Algumas enfermidades de cunho genético ou por predisposição também podem afetá-los. Confira as principais a seguir.

Glaucoma 

O glaucoma é uma doença oftalmológica bastante comum, que afeta os seres humanos e os pets. Esse problema é bem sério, uma vez que pode causar cegueira no portador.

O glaucoma canino é o acúmulo de líquidos que leva ao aumento progressivo da pressão intraocular. O crescimento dessa pressão provoca degeneração do nervo óptico e da retina, e a consequência mais comum é a perda parcial ou total da visão.

Além do Cocker Spaniel Americano, algumas outras raças têm predisposição ao aparecimento do glaucoma como: Basset Houd, Samoiedo, Chow chows, e SharPei.

Na maioria das vezes, a enfermidade não tem sintomas o que pode dificultar em identificar que há algo errado com o cachorro. Porém, alguns indícios como dor ou sensibilidade nos olhos e/ ou cabeça podem ser percebidos.

Lembrando que o glaucoma é uma doença grave.  A qualquer indicação de que há algo errado com seu pet, o leve ao médico veterinário para ter um diagnóstico adequado e o melhor tratamento.

Otite 

Por conta de suas orelhas compridas e caídas, o Cocker Spaniel Americano tem bastante chances de desenvolver otite, uma inflamação do conduto auditivo que leva à produção de uma cera de coloração alterada e em excesso, gerando coceira descontrolada, cheiro forte e desconforto. As otites podem ser causadas por infecção  de fungos e bactérias. 

Além do Cocker Spaniel Americano, raças como: Golden Retriver, Basset Hound e Dachshund têm predisposição a desenvolver otite.

Tome cuidado durante o banho do cão, pois, ao deixar entrar água no ouvido deles, podemos favorecer o aparecimento da doença, já que o que os causadores dela se proliferam em locais úmidos e quentes.

O tratamento da doença consiste em limpeza adequada das orelhas e utilização de medicamentos tópicos. Os medicamentos devem ser usados a partir da orientação de um médico veterinário.

Cardiomiopatia Dilatada

A cardiomiopatia dilatada em cães (CMD), é uma doença cardíaca crônica que acontece quando o músculo cardíaco está fino e enfraquecido, prejudicando o processo de contração.

É mais comum em raças de porte grande como Doberman, Dogue Alemão, Boxer e São Bernardo, porém o Cocker Spaniel Americano também tem predisposição em ter a doença.

A insuficiência cardíaca acontece quando o sangue que volta de outras partes do corpo para o coração não é bombeado de forma rápida o suficiente. Dessa maneira, não consegue atender às demandas dos tecidos do organismo.

Com a falha no coração, o animal pode apresentar alguns sinais como fraqueza, baixa resistência a exercícios, desmaios e choque. 

Na maioria dos casos, a cardiomiopatia dilatada em cães não apresenta cura. No entanto, médicos veterinários trabalham para melhorar a qualidade de vida dos pets com medicamentos adequados.

Sobre o autor

Beatriz Mario

Beatriz Mario

Graduanda em Medicina Veterinária, sonho que tenho desde de criança, hoje sou conhecida como a louca dos gatos, mas nas horas vagas sou a louca dos bichos também, sem distinção. Tenho 10 lindos gatinhos resgatados e meu propósito é poder ajudar o máximo de pets possível (E seus pais e mães humanos escrevendo aqui no blog).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.