Tudo sobre o seu:

Dogo Argentino

O dogo argentino é um cachorro relativamente novo, criado em 1920 para caçar animais grandes e perigosos como pumas e jaguares. Audacioso, destemido e muito forte, ele costuma ser muito apegado aos seus pais humanos, mas bem reservado com estranhos e outros animais, em geral. Esta raça é uma das poucas originadas na Argentina, se destacando por sua cabeça grande e quadrada e corpo pesado, mostrando que possui em sua genética bastante influência dos mastins e dos boxers. Por muito tempo, a raça foi usada em rinhas para brigar com outros cães, normalmente levando vantagem sobre seus oponentes por ser resistente e não ter o hábito de reclamar. A raça foi criada por um médico que desejava um cachorro totalmente branco e desenvolvido na Argentiina. Pointer, Irish Wolfhound, Boxer e Dogue Alemão constam na sua genética.

Características do seu Dogo Argentino

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Dogo Argentino

Tamanho

A altura varia de
61 a 69 cm

Peso

O peso varia de
36 a 45 kg
Pelagem
De pelagem sempre branca, alguns exemplares podem ter pequenas manchas pretas pelo corpo, mas isso não é muito bem visto pelo padrão. Seu nariz é sempre escuro, mostrando que não se trata de um cão albino. Seu pelo é bem curto e não costuma cair em abundância, a escovação semanal é uma boa pedida.
O dogo argentino costuma ter uma saúde de ferro. Por ser um cachorro de grande porte, é preciso ter cuidado apenas na aquisição do filhote, pois a raça tem tendência à displasia coxofemoral (espécie de encaixe anormal da articulação do quadril). É recomendado aplicar protetor solar em cães da raça dogo argentino diariamente. Por ser branco, ele possui uma grande tendência a desenvolver câncer de pele.
O dogo argentino costuma ser corajoso e extremamente focado. Seguro de si, ele pode se mostrar um pouco temperamental e até um pouco intolerante com outros animais quando não socializado desde filhote. O mesmo vale para crianças: o dogo gosta de ter seu espaço respeitado, assim como seus limites, portanto, podem não aceitar bem brincadeiras mais invasivas como puxões de rabo e orelha, por exemplo. Por ser um cão tipicamente de caça, ele pode querer perseguir coisas e pessoas com frequência. Oriente seu pet corretamente sobre este tipo de comportamento. O dogo argentino não costuma ser um cachorro latidor, mas não hesita em agir quando identifica algo que considera um perigo para si, para seu território ou para sua família. Caso deseje um bom cachorro de guarda, ele pode ser uma boa escolha, mas a raça não é recomendada para quem nunca teve cães. É preciso conhecimento e experiência para lidar corretamente com um cachorro da raça.
Pais humanos muito enérgicos e com tom agressivo não possuem vez com o dogo. Por ser um cão inteligente, ele costuma responder rápido aos comandos, mas pode se mostrar um tanto quanto teimoso quando as aulas não contam com objetivos claros e sequências que fazem sentido. São cachorros que costumam obedecer poucas pessoas, dificilmente dando chance para desconhecidos que queiram convencê-lo de realizar alguma tarefa. É inteligente e muito confiante de si mesmo, mostrando-se audacioso até mesmo frente a comandos novos a ele apresentados.
Cães da raça dogo argentino costumam viver, em média, por 12 anos quando bem cuidados.
O dogo argentino precisa de bastante atividade física ou pode ser um cachorro problema. Por isso, o ideal é seguir uma rotina diária com ele, além de ter espaço em casa. Quando ocioso ou sozinho por muitas horas, ele pode se tornar destrutivo, irritado ou apresentar comportamentos inadequados de perseguição, por exemplo. A agressividade também pode ser uma realidade de cães que não têm suas necessidades bem atendidas. Não é aconselhado deixar seu dogo com animais desconhecidos. Até mesmo em brincadeiras, ele pode machucar os outros por seu tamanho e força. Quando for receber visitas, observe o comportamento de seu cão antes de permitir que eles fiquem a sós. O dogo é desconfiado e pode assustar mesmo que essa não seja a sua intenção primária.
O dogo argentino costuma ser bem carinhoso com seus humanos, os defendendo sempre que julgar necessário. Este, porém, não é um cachorro latidor, ele costuma agir sem avisar. Esteja sempre atento aos sinais sutis que ele dá. Hoje em dia, já não muito usados como cães de caça, os dogos se destacam como cachorros de guarda e policiais, frequentemente participando de competições de obediência. O olfato do dogo argentino é bastante apurado. A raça se adapta a diferentes climas, algo que foi pensado estrategicamente por seus criadores.
Videos
Ainda não temos videos para esse pet