Tudo sobre o seu:

Exótico ou Exotic Shorthair

O Exótico, também chamado de Exotic Shorthair, lembra muito um Persa e isso não é coincidência. Com seu focinho curto, olhos grandes e pelo curto, o Exótico é uma raça recente que já conquistou muitos amantes de gato ao redor do mundo com seu jeitinho amável e divertido de ser. Digamos que sua origem foi acidental, pois na década de 50 e 60, haviam programas de criações paralelos: um para melhorar a aparência do American Shorthair com a genética do Persa e o outro para introduzir um gene de pelagem castanha no Persa, com o cruzamento de Burmeses. Em ambos os casos, o resultado foi gatinhos com a aparência do Persa e de pelagem curta. Algumas pessoas ficaram tão interessadas nessas características que decidiram fixá-las e criar um nova raça chamada de Exótico. A maioria das associações de gatos reconheceu a raça por volta de 1970. Hoje, os padrões de raça do Persa e Exótico são muito similares, com a exceção do comprimento do pelo e, segundo a Cat Fanciers Association, o Exotic Shorthair só perde para o Persa no quesito popularidade na América do Norte.

Características do seu Exótico ou Exotic Shorthair

Energia
Apego ao dono
Tendência a miar
Amoroso
Inteligência
Brincalhão
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Exótico ou Exotic Shorthair

Tamanho

A altura varia de
19 a 23 cm

Peso

O peso varia de
3 a 5 kg
Pelagem
Por mais que digam que o pelo do Exótico é curto, sua pelagem na verdade é um pouco maior do que a maioria dos gatos de pelo curto. A textura é densa e macia, lembrando um ursinho de pelúcia. Todos os padrões e cores são aceitos. Sua pelagem é mais fácil de manter do que a do Persa, que é comprida e fina.
O Exótico, no geral, é saudável, mas por compartilhar seu DNA com o Persa, pode desenvolver doenças de origem hereditária ou genética. A Doença Renal Policística é uma delas e é caracterizada por provocar cistos renais que, com o tempo, comprometem o funcionamento do órgão. A Urolitíase por oxalato de cálcio afeta os Exóticos principalmente por volta dos sete anos de idade e há uma prevalência da doença nos machos. Sabemos que o focinho do Exotic é achatado e que a conformação do seu crânio é diferente. Essas características anatômicas afetam o seu trato respiratório, causando muitas vezes dificuldade para respirar e intolerância ao exercício. Alguns exemplares têm deformidades na mandíbula, levando a doenças periodontais e problemas para comer e beber. Pets com focinho curto (braquicefálicos) também costumam ter problemas oculares e lacrimejamento excessivo. Por isso, é muito importante que o seu Exótico tenha o acompanhamento de um médico veterinário e faça exames de rotina.
Os Exóticos são gatinhos extremamente carinhosos, apegados, amáveis e ainda se dão muito bem com crianças e outros pets. Eles também possuem um lado divertido e brincalhão, adoram um jogo interativo e buscar bolinhas. Seu temperamento é muito parecido com o do Persa, são leais e super apegados ao seus pais humanos. Afetuosos, eles irão se envolver em tudo o que as pessoas estiverem fazendo, pedindo um carinho e atenção. São gatos de colo, que gostam de abraçar e demonstram seu afeto com lambidas e ronronadas. Com todo esse apego, o Exótico não deve ser deixado sozinho por muito tempo e seu pai humano deve interagir com ele algumas horas por dia. É um felino doméstico silencioso que raramente usa sua voz.
O Exótico é um gatinho inteligente e observador. Seu temperamento, como foi dito, é calmo. Mas muitas pessoas relatam que ele é mais ativo do que o Persa, portanto, gostam de explorar a casa, brincar e gastar sua energia. Ofereça um enriquecimento ambiental para esse bichano, com lugares altos, arranhadores e tocas para se esconderem. São gatos espertos que aprendem truques e comandos facilmente, basta lhe dar um agrado.
A expectativa de vida do Exótico é de 10 a 15 anos.
O Exotic Shorthair exige alguns cuidados e atenção dos seus pais humanos. É um gato braquiocefálico que pode ser mais sensível às altas temperaturas. Ele precisa viver em ambientes climatizados para manter sua temperatura estável, não deve ser transportado por longos trajetos por conta do estresse e também em locais apertados e quentes, pois há risco de alterações respiratórias. Devido à conformação de sua face, o Exótico tende a lacrimejar, sendo importante limpar ao redor dos olhos para não acumular secreções e sujeiras. É importante consultar um médico veterinário para indicar o melhor produto para a área dos olhos. Seu pelo é fácil de manter e é recomendado que seja escovado uma vez por semana. Fique atento ao aspecto dos dentes do seu gatinho e os escove sempre para evitar doença periodontal. Ofereça uma boa alimentação e água fresca. Leve seu Exótico ao médico veterinário para consultas e vacinas.
Especula-se que o gatinho Garfield, estrela de histórias em quadrinhos, seja um Exotic Shorthair. Mas convenhamos que os Exóticos são muito mais amigáveis e menos preguiçosos do que o Garfield. Por ser um gatinho adorável e muito manso, não é raro que essa raça apareça nas telonas do cinema ou em séries de televisão. No filme “Como Cães e Gatos”, o vilão Sr. Tinkles, um Persa, tem um colega da raça Exótico que se chama Calico. A série de televisão americana “New Girl” também conta com a participação de um Exotic chamado Ferguson.