Tudo sobre o seu:

Griffon de Bruxelas

Os cães dessa raça de nome elegante são um dos melhores companheiros caninos, muito apegados à família, são ativos, brincalhões, obedientes e inteligentes. Propensos a latir frequentemente, devem ser treinados desde cedo caso você prefira um pouco mais de silêncio. O “cara de macaco” como é conhecido por alguns, são originários da Bélgica, onde suas habilidades de caça eram usadas para manter os estábulos livres de ratos e camundongos. Os Griffons prezam pela relação próxima e exigem atenção em grande parte do tempo, como um criança que nunca cresce.

Características do seu Griffon de Bruxelas

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Griffon de Bruxelas

Tamanho

A altura varia de
22 a 25 cm

Peso

O peso varia de
3 a 5 kg
Pelagem
O Griffon de Bruxelas apresenta, geralmente, uma pelagem áspera, densa e de comprimento médio, inclusive na face, daí vem a semelhança com os primatas. Manter a pelagem em dia dá certo trabalho, já que ela deve ser escovada duas vezes por semana. Os pelos faciais também merecem atenção e serem escovados minuciosa e regularmente, cuidado especial com os fios nos cantos dos olhos, que precisam ser removidos para prevenir que eles irritem o globo ocular do peludinho.
Assim como os demais cães de nariz curto, os Griffons são vulneráveis à insolação, por isso, não são cães de quintais e precisam circular somente dentro de casa. Atenção aos casos de displasia do quadril, luxação de patela e alergias de pele - se perceber coceira em demasia ou lambidas frequentes nas patas não deixe de visitar um médico veterinário.
Não dá pra prever muito o temperamento de um Griffon de Bruxelas, uns podem ser mais extrovertidos e ativos e outros mais tímidos e reservados. O que dá pra dizer é que ele vai exigir atenção em boa parte do tempo e há de se ter cuidado até onde pisa, pois é o tipo de cão que vira a sombra daquele que ama. E nem adianta ignorar ou deixá-lo sozinho, seja latindo ou destruindo objetos ele dará um jeito de ser notado. São bons em fazer amizades com crianças e com outros animais, valendo sempre a máxima de que quanto antes começar a socialização melhor será o resultado.
A obediência precisa ser explorada desde os primeiros meses, caso contrário é ele quem vai tomar as rédeas da relação. Depois que entender que você é quem está no comando tudo ficará mais fácil e ele aprenderá rápido seus comandos, pois é muito inteligente. Os treinamentos devem ser por períodos curtos e contar com uma boa dose de gentileza e recompensas, forçar a barra ou tratá-lo com muita dureza será tempo perdido. São dotados de habilidades atléticas e de rastreamento e são do tipo que aprendem brincando.
O afetuoso cãozinho vive, em média, entre 12 e 15 anos.
Por serem muito dóceis, esses cachorrinhos não lidam bem com grosserias e costumam reagir com mordidas, como forma de proteção, pois se sentem ameaçados. Mesmo sendo cães caseiro, possuem bastante energia e precisa de atividades regulares para manter a saúde em dia. Já que o nariz curto não consegue refrescar o ar que respira, sofrem dobrado nos dias quentes, necessitam de água fresca e um ambiente com temperatura agradável. Nada de oferta constante de comida, já que eles costumam ser muito comilões.
O Griffon de Bruxelas foi concebido a partir de várias raças, incluindo o Affenpinscher, Toy Spaniel Inglês e o Pug. Por exemplo, o primeiro emprestou seu tamanho e a textura do pelo e o segundo cedeu seus olhos grandes e expressivos. O rosto expressivo, inclusive, faz com que o Griffon seja comparado com os personagens Ewoks e Chewbacca do filme Star Wars.