Tudo sobre o seu:

Hamster

Os hamster são fofinhos, pequenos, não exigem cuidados excessivos e nem gastos astronômicos. Ou seja: um bichinho de estimação que agrada todo mundo! O hamster é um criceto, ou seja, pertence à família Cricetidae que inclui diversos pequenos roedores mamíferos. Sendo assim, existem diversas raças de hamsters, algumas são selvagens e outras foram domesticadas. O Hamster Sírio (Cricetus aurautus) é o mais comum para se criar como um pet. Foi descoberto em 1839 na Síria e criado em cativeiro pelo cientista Dr. Ahroni em 1930. Mas os cuidados e as características das demais raças criadas em cativeiro são basicamente iguais.
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!
Pelagem
.
Os hamsters são animais saudáveis, no geral, não precisam tomar vacinas nem usar antipulgas como estamos acostumados em gatos e cachorros. Mas algumas doenças podem acometê-los e por serem muito sensíveis devemos ficar atentos ao menor sinal de que alguma coisa está errada. Algumas doenças comuns nesses pets são: Diarreia - causada por alguma bactéria ou por uma alimentação que não seja balanceada. O animal deve ser muito hidratado e a gaiola e seus utensílios esterilizados e limpos regularmente. Resfriados e pneumonia - o bichinho apresenta dificuldades para respirar, coriza e olhos lacrimejantes. Manter o pet em um lugar seco e aquecido, alimentação balanceada, água limpa e fresca e gaiola esterilizada. Se os sintomas persistirem leve ao veterinário para que o animal seja medicado. Lembre-se que uma simples gripe para um animal tão pequeno pode ser fatal. Cauda molhada - ou Ileíte proliferativa é uma das doenças mais comuns nesses roedores, já que são causadas por bactérias presentes no intestino dos mesmos que se ativam por questões de estresse, alimentação ou higienização incorreta da gaiola. Essa doença é facilmente confundida com diarreia já que esta é um de seus sintomas, mas, além disso, o animal perde o apetite, fica com aspecto curvo e a região anal e da cauda ficam sujos com aspecto molhado. O bichinho deve ser levado ao veterinário para ser medicado adequadamente e a gaiola e seus utensílios devem ser esterilizados para que a doença não se prolifere. Olhos irritados - os olhinhos do hamster são extremamente sensíveis e qualquer coisa pode causar irritações ou lesões. Se observar que o animal está lacrimejando em excesso, apresentando remelas ou estiver com os olhos saltados leve-o ao veterinário para que seja verificada a gravidade e para que o tratamento correto seja indicado.
Esses animais foram facilmente adaptados em cativeiro por serem dóceis e tranquilos. São pets perfeitos para qualquer tipo de família já que não dão trabalho e ocupam um espaço pequeno dentro de casa. Possuem um baixo nível de visão e como compensação, seu faro e tato são apuradíssimos. Por isso, ele leva pouco tempo para reconhecer seu dono, principalmente se você manuseá-lo constantemente, oferecendo comida e fazendo carinho. Essa aproximação deve ser feita com calma, lembre-se de que ele é um ser muito pequeno e você, muito grande perto dele. Pegá-lo na mão deve ser feito com muita delicadeza, assim como os carinhos. Mas em pouco tempo esse simpático ratinho vai reconhecer seu tutor, pedir por comida e até mesmo por um cafuné. Sua simpatia é uma das principais características que fazem desse bichinho um pet muito querido.
.
Bom, esta talvez seja uma das únicas desvantagens de se ter um Hamster como animal de estimação. Sua expectativa média de vida é de apenas 2 anos o que pode ser um problemão já que nos apegamos mui fácil aos nossos bichinhos, não é?
Além do que já foi citado a cima, você deve prestar atenção em alguns cuidados ao se ter um Hamster dentro de casa. Antes de mais nada, sua gaiola. Ela deve ser limpa constantemente a fim de evitar a proliferação de bactérias e outras doenças. Água sempre limpinha e comida de qualidade. Eles adoram frutas e legumes, mas é importante utilizar também rações específicas para hamster, já que elas complementam a alimentação com nutrientes e vitaminas que seu bichinho precisa para ficar forte e saudável. Os dentinhos desses animais não param de crescer! Isso mesmo, estão em constante crescimento e é por isso que eles estão sempre roendo alguma coisa, para gastar os dentes! Ofereça para seu pet alimentos duros, como cenoura, por exemplo. Além de ser um lanchinho delicioso, ele poderá praticar sua rotina de “gastar” os dentes. O Hamster é um animal noturno, por isso vai ser mais fácil interagir com ele de noite. No resto do dia, eles gostam de ficar escondidos em tocas ou entre as ferragens da gaiola. Lembre-se de oferecer ao seu pet uma gaiola com uma quantidade favorável de brinquedos para ele se entreter e se exercitar.
- Não são todas as raças de Hamster que fazem isso, mas a maioria deles possuem uma espécie de bolsa nas bochechas para armazenar e transportar comida. Você já deve ter visto por aí vídeos desses bichinhos colocando comidas inteiras na boca. Pois bem, esse “compartimento” não possui saliva e é próprio para estocar comida deixando-a fresquinha e conservada para mais tarde. - O nome Hamster tem origem na palavra alemã hamstern que significa “armazenar”, fazendo referência à característica desses bichinhos que citamos aí em cima. - Além do Hamster Sírio (que é um pouco maior) outras raças comuns para se ter em casa são: Hamster Roborovisk, Hamster Chinês e Hamster Anão Russo.