Tudo sobre o seu:

Pumi

Criado para pastorear ovelhas, o Pumi é compacto, rápido e destemido, capaz de ordenar rebanhos nas estradas estreitas que ligavam os pastos do oeste da Hungria, seu país de origem. É popularmente classificado como um cão de pastoreio do tipo Terrier e foi o cão mais usado para tomar conta de grandes animais na Finlândia entre os séculos XVII e XVIII. Contrariando sua origem, o Pumi atualmente tem sido considerado um cão de cidade, considerado um ótimo companheiro do dia a dia. É uma raça considerada peculiar, graças a sua aparência rústica e sua energia abundante, talvez seja por isso que é pouco conhecida.

Características do seu Pumi

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!

Especificações do Pumi

Tamanho

A altura varia de
38 a 47 cm

Peso

O peso varia de
8 a 15 kg
Pelagem
A pelagem do Pumi é constitui em 50% de cabelos mais ásperos e 50% de cabelos macios, sendo todos do mesmo comprimento. Geralmente não necessita de cuidados especiais. Uma escovação mensal ou a cada três semanas é o suficiente para mantê-la saudável. A raça não costuma soltar pelos, apenas durante a muda. Após o banho, que deve ser dado mensalmente, não use um secador de cabelo na pelagem do Pumi, pois isso removerá os cachos característicos da raça.
O Pumi normalmente é uma raça muito saudável, mas, assim como outros cães, existem algumas complicações comuns vistas em alguns exemplares, como displasia do cotovelo e do quadril, luxação patelar, mielopatia degenerativa (DM) e distúrbios oculares. Por isso, especialistas indicam que pais de cães da raça façam alguns tipos de exames para a prevenção destas doenças: avaliação de quadril e de patela, teste de DNA PL e teste de DNA degenerativo da mielopatia.
A raça é super ativa e está sempre atrás de novas brincadeiras. Raramente o Pumi demonstra alguma timidez. Quando adestrado e socializado adequadamente, é um cão muito carinhoso, alegre e brincalhão. Costuma manifestar total lealdade à família. Às vezes pode se mostrar inquieto justamente por sua energia abundante. Nestes casos, leve-o para dar uma caminhada ou invente uma brincadeira. Geralmente, o Pumi se socializa normalmente com crianças, desde que aprendam a respeitá-lo. Além disso, pode viver tranquilamente com outros animais de estimação, claro, sob condições de estar acostumado ainda quando filhote.
O Pumi é um cão de rápido aprendizado e costuma assimilar os ensinamentos em poucas repetições. O adestramento da raça serve para controlar o excessivo comportamento vigilante, especialmente se seu lar for em um bairro movimentado. É necessário que os pais tenham a capacidade de liderar o Pumi e impor os limites necessários, senão ele poderá entender que tem o direito de tomar suas próprias decisões, se tornando muito teimoso.
A expectativa de vida da raça varia entre 12 e 14 anos.
Por ser uma raça bem agitada, quando vive em ambiente urbano, é recomendado oferecer atividades que estimulem o gasto de energia, como caminhadas, corridas e brincadeiras ao ar livre. Mesmo vivendo bem dentro de casa, o Pumi tem a necessidade de praticar atividades físicas diariamente, assim como todas as raças.
Os especialistas reconhecem três cães pastores nativos da Hungria: Puli, Pumi e Mudi. Pensa-se que o Pumi seja o mais antigo, com sua origem ligada à 800 d.C. Há 300 ou 400, a raça foi cruzada com cães de pastor da Europa Ocidental e Terriers para criar o Puli.