Tudo sobre o seu:

Spaniel Tibetano

O pequenino não tem esse nome à toa, realmente ele tem origem asiática e foi criado para ser um excelente companheiro, e quer saber? Ele é mesmo! De natureza doce, amigável e inteligente, o Spaniel Tibetano se assemelha a um pequeno leão (um importante símbolo budista) tanto na feição como na postura vigilante. Adora compartilhar a vida em família, tanto com humanos, quanto com outros animais. É reconhecido por ser um cão “felino”, pois adora escalar mobílias para aproveitar uma visão mais privilegiada do que está à sua volta.

Características do seu Spaniel Tibetano

Energia
Obediência
Inteligência
Territorialista
Apego ao dono
Tendência a latir
Amizade com crianças
Amizade com outros animais
Banner - Cadastre seu pet
Perfil pet
Cadastre seu bichinho e descubra os produtos perfeitos para ele!
Pelagem
O bichinho tem uma pelagem sedosa e dupla, que é lisa no rosto e na frente das patinhas e um pouco mais longa no restante do seu pequeno corpo. Os pelos maiores ficam localizados nas orelhas, caudas e na juba que envolve o pescoço. A pelagem do macho costuma ser mais abundante que a da fêmea. Como não há um padrão de cores, a pelagem pode ser encontrada em qualquer tonalidade ou mistura de cores. Uma escovação semanal é o suficiente para retirar os pelos soltos; já os banhos podem ser dados a cada seis ou oito semanas.
É comum que o cão da raça Spaniel Tibetano tenha boa saúde, prova disso é que sua expectativa de vida é alta. Com boa alimentação, incentivo a exercícios físicos e visitas regulares ao médico veterinário, o bichinho tem tudo para viver bem sem te causar grandes dores de cabeça. Atenção apenas às doenças que são mais comuns em cães de porte pequeno, como a luxação patelar e a atrofia progressiva da retina, um distúrbio degenerativo dos olhos.
O cãozinho é amoroso, confiante e raramente terá uma postura mais agressiva. Ele não curte ficar alheio às atividades familiares e costuma latir bastante quando se sente entediado. É o tipo de cachorro que se acompanha os costumes da família, portanto, seu humor será influenciado diretamente pelos moradores da casa.
O Spaniel Tibetano é bastante inteligente e costuma aprender com rapidez, porém, pode ser um tanto quanto teimoso na hora de obedecer aos comandos, por conta da sua natureza independente. Socializá-lo desde cedo, e de forma consistente, são excelentes alternativas para que o pet apresente os resultados esperados. Mostre o quanto você está contente quando ele corresponder às expectativas, o bichano adora fazer feliz quem ele ama.
O amigável cãozinho vive, em média, entre 12 e 15 anos.
Como eles adoram explorar novos lugares, os passeios devem ser feitos somente com a utilização da guia, se tiver um quintal na residência cuide para que ele permaneça cercado. Apesar de ser um cão super recomendado para casas e apartamentos pequenos, ele precisa de pequenas doses diárias de exercícios para manter a saúde em dia, brincadeiras ao ar livre e caminhadas (lembre-se da guia) são excelentes opções. Não é uma raça recomendável para crianças muito pequenas, pois elas podem machucar o peludinho.
É considerada uma raça rara e costuma dar trabalho para ser encontrada. Acredita-se que os monges budistas, conhecidos como lamas, criaram os cachorrinhos para soarem o alarme se alguém se aproximasse do lamaseria. Com o pêlo grosso ao redor do pescoço e a cauda rica em plumas, diziam-se que se assemelhavam a pequenos leões. Na simbologia budista, os leões representam o triunfo de Buda sobre a violência e a agressão, portanto, os cães com aparência de leão eram populares. O Spaniel Tibetano de hoje provavelmente compartilha uma ancestralidade comum com o Pequinês